Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação da concentração de HDL colesterol no plasma com o metabolismo corpóreo de colesterol e em monócitos no ser humano

Processo: 09/53865-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Eder Carlos Rocha Quintão
Beneficiário:Eder Carlos Rocha Quintão
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aterosclerose  Lipoproteínas  Monócitos  HDL-Colesterol 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/publicacoes/emu_saude_39.pdf
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

A concentração das HDL no plasma é inversamente relacionada à incidência de doença vascular coronariana de maneira muito mais significativa do que a elevação da LDL como fator de risco. Embora os mecanismos de aterogenicidade destas últimas tenham sido elucidados, não se sabe o exato mecanismo antiaterogênico conferido pela HDL. Uma possibilidade é sua participação no transporte reverso de colesterol, sistema pelo qual colesterol dos tecidos periféricos, incluindo o da íntima arterial, é captado pelo fígado e secretado na bile. Tendo em vista a premissa que o controle do metabolismo corpóreo de colesterol deve: 1) variar mais em função da concentração no plasma humano da HDL do que da LDL; 2) que os linfomonócitos do sangue refletem a síntese corpórea, e 3) que esta tem relação inversa com a absorção intestinal de esteróis, a presente proposta objetiva medir a relação da concentração no plasma da HDL com a economia do colesterol corpóreo. (AU)