Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de processos a plasma para obtenção de materiais nanoestruturados com características bactericida e/ou bacteriostática no revestimento de telas de polipropileno de uso cirúrgico

Processo: 11/14038-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2011 - 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Marcos Massi
Beneficiário:Marcos Massi
Instituição-sede: Divisão de Ciências Fundamentais (IEF). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Maria Alvim Liberatore ; Argemiro Soares da Silva Sobrinho ; Choyu Otani ; Homero Santiago Maciel ; Ivan Hong Jun Koh ; Jose Elias Matieli ; Luiz Gonzaga de Freitas Filho ; Priscila Larcher Longo
Assunto(s):Polipropilenos  Materiais nanoestruturados  Bactericidas  Telas cirúrgicas  Teste de biocompatibilidade 

Resumo

A utilização de telas para tratamento dos grandes defeitos abdominais tem aumentado de forma significativa, desde que Usher e colaboradores empregaram pela primeira vez a tela de polipropileno em 1958 1,2. Apesar da disseminação contínua do seu uso, as telas disponíveis não podem ser consideradas ideais, em face às possíveis reações orgânicas do hospedeiro ao material pela sua contingência antigênica, provocando complicações infecciosas que ocorrem em até 8% dos casos trazendo graves consequências físicas e psicológicas nestes pacientes 3-5. Com o objetivo de contornar as complicações pós-operatórias, propõem-se o recobrimento da tela de polipropileno com filmes nanoestruturados ou nanopartículas de carbono, prata e a combinação de carbono com prata utilizando-se técnicas assistidas a plasma frio 6-8 que se caracteriza por ser uma ferramenta que permite modificar a característica superficial sem comprometer as propriedades físicas e mecânicas da tela. Pretende-se recobrir a tela com material biocompatível (filme de carbono amorfo), sobre o qual nanopartículas de prata serão controladamente dispostas, de maneira a agregar à tela propriedades bacteriostática e/ou bactericida, reduzindo a incidência e/ou a magnitude das complicações infecciosas e subsequente facilitação no processo de reparação tecidual que proporcione a formação da fibrose peri-tela. Por fim, cabe enfatizar que para que este projeto, que é de natureza multidisciplinar, atinja seus objetivos foi necessário unir uma equipe que transcendesse as barreiras de especificidades das áreas de conhecimento básicos envolvidos sendo portanto fruto da coesão sinergética de habilidades de profissionais de diferentes áreas com utilização de técnicas e equipamentos também coerentes com múltiplas áreas de conhecimento. A congregação de capacitações em áreas díspares em si é um desafio e o resultado a ser obtido é uma conquista da sociedade como um todo. (AU)