Busca avançada
Ano de início
Entree

Cenas de reconhecimento na poesia grega: de Aristóteles a Homero

Resumo

Este livro tem por objetivo examinar as cenas de reconhecimento (anagnórisis) na poesia grega arcaica e clássica a partir da definição proposta por Aristóteles na Poética. O título dado ao trabalho, Cenas de reconhecimento na poesia grega: de Aristóteles a Homero, em que se subverte a ordem cronológica, busca deixar clara a importância desse tratado seminal para os estudos literários na investigação proposta, porque é o conceito cunhado pelo Estagirita a partir da análise da poesia grega que norteou essa pesquisa. No seu decorrer foram articuladas leituras teóricas, sobretudo do texto aristotélico e de seus principais comentadores, e discussões das cenas de reconhecimento tal qual elas se apresentam na épica homérica (Ilíada e Odisseia), na tragédia (Ésquilo, Sófocles e Eurípides) e na comédia (Aristófanes e Menandro). As cenas de reconhecimento estão presentes em diversos gêneros literários gregos, desde a épica homérica até o romance. Seu emprego, no entanto, está mais associado à tragédia clássica. A escolha do corpus indicado se deu em função de concentrar uma maior incidência do fenômeno estudado e do cuidado de limitar temporalmente a sua observação de modo a preservar os fundamentos teóricos da pesquisa. São cinco os capítulos do livro, assim definidos: i. O reconhecimento no mito grego; ii. O reconhecimento na poética grega: Aristóteles; iii. Reconhecimento e épica: Ilíada e Odisseia; iv. O reconhecimento em cena:tragédia e comédia; v. Reconhecer um reconhecimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)