Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da intensidade do processo inflamatório causado pela castração química com gluconato de zinco e a analgesia promovida por Dipirona, Tramadol e Meloxicam neste procedimento

Processo: 12/04368-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Denise Tabacchi Fantoni
Beneficiário:Denise Tabacchi Fantoni
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Thaís Colombo Rossetto
Assunto(s):Anestesiologia veterinária  Dor  Esterilização reprodutiva  Gluconato de zinco  Tramadol  Meloxicam  Interleucinas 

Resumo

O aumento desordenado da população de cães é uma questão importante de saúde pública e bem-estar animal. O risco de transmissão de zoonoses, abandonos, atropelamentos, desnutrição e maus-tratos demonstram a necessidade de estudar técnicas e mecanismos de controle populacional canino. Em março de 2009, a empresa Rhobifarma Indústria Farmacêutica Ltda lançou no Brasil o Infertile®, uma solução injetável de gluconato de zinco. Uma substância promissora para esterilização química em cães, por ser agente considerado não-carcinogênico, não teratogênico e não-mutagênico, além de apresentar baixo custo. Apesar da evolução dos métodos de esterilização, a literatura brasileira é precária quanto à avaliação do processo inflamatório e da dor destes e o melhor tratamento para tal. Sabe-se que a mensuração da dor clinica é um desafio aos pesquisadores da área, considerando-se a subjetividade, complexidade e multidimensionalidade da experiência dolorosa. O presente trabalho visa avaliar e comparar o nível de dor e inflamação que a esterilização química por gluconato de zinco pode proporcionar. Para tanto, serão utilizados 34 cães hígidos, machos distribuídos aleatoriamente em 4 grupos. O grupo D receberá 25 mg/kg de dipirona pela via IM, os animais dos grupos T receberão tramadol (2mg/kg IM), os animais do grupo M receberão meloxicam (0,2 mg/kg IM) sendo esses fármacos administrados 15 minutos antes da aplicação do gluconato de zinco. O quarto grupo de animais será submetido à anestesia e orquiectomia cirúrgica. Será avaliada a freqüência cardíaca, freqüência respiratória, diâmetro dos testículos, temperatura retal e dos testículos, dosagem de cortisol sérico, epinefrina, norepinefrina, interleucinas plasmáticas, glicemia e níveis de de analgesia por escala analógica visual (VAS), escala descritiva, termoalgímetria, escala de Glasgow e escala da Universidade do Estado de Colorado. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística objetivando-se comparar os grupos entre si bem como os diferentes momentos de avaliação de um mesmo grupo. Os animais serão observados por sete dias. (AU)