Busca avançada
Ano de início
Entree

Mudanças ambientais globais: as políticas ambientais na China com referência ao Brasil

Processo: 13/19771-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Leila da Costa Ferreira
Beneficiário:Leila da Costa Ferreira
Instituição-sede: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Luiz Enrique Vieira de Souza ; Marcelo Fetz de Almeida
Bolsa(s) vinculada(s):14/22384-8 - Mudanças ambientais globais: as políticas ambientais na China com referência ao Brasil, BP.TT
14/09533-4 - Mudanças ambientais globais: as políticas ambientais na China com referência ao Brasil, BP.TT
Assunto(s):Sociologia ambiental  Mudança climática  Política ambiental  Brasil  China  Revisão sistemática 

Resumo

A questão ambiental assumiu a condição de problema mundial, mobilizando organizações da sociedade civil, setores da mídia e governos de todo o mundo a partir das duas últimas décadas do século XX. Dentre as mudanças ambientais globais, a mudança climática tem se revelado estruturante para o debate nos últimos anos, caracterizando-se como um dos principais desafios da sociedade global na entrada do século XXI. Tanto o Brasil quanto a China ainda possuem vários desafios a serem enfrentados com relação ao conjunto de problemas que compõe a questão ambiental, em um mundo caracterizado pela alta modernidade, pela sociedade do risco e pelo quadro de mudanças ambientais globais. Esses dois países têm se destacado por sua importância internacional e, sobretudo, pela relevância da questão ambiental no cerne de seus processos políticos. Nesse contexto, esse projeto tem como objetivo investigar a trajetória pela qual o eixo Brasil-China tem internalizado a problemática ambiental, especialmente no que diz respeito às questões climáticas, analisando prioritariamente duas esferas sociais fundamentalmente presentes neste processo: a esfera governamental e a comunidade científica. O estudo do pilar Ciência-Política no eixo Brasil-China é de fundamental importância, sendo, consequentemente, uma das inovações propostas neste projeto de pesquisa. Em relação aos aspectos metodológicos, serão adotados diferentes métodos de investigação, incluindo, especialmente, a análise sistemática de fontes primárias e secundárias, a exemplo da pesquisa bibliográfica e da pesquisa documental, e a realização de entrevistas semiestruturadas com agentes governamentais e agentes científicos. Contamos com uma equipe formada por Doutores e por estudantes de Pós-graduação que participarão das atividades descritas neste projeto de pesquisa, contribuindo para a realização da proposta de estudo contida neste projeto. (AU)