Busca avançada
Ano de início
Entree

A comparative study on the role of bottom-up control on the recruitment of marine invertebrates between temperate and sub-tropical regions: using barnacles as a case study

Processo: 13/50903-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Convênio/Acordo: University of Southampton
Pesquisador responsável:Augusto Alberto Valero Flores
Beneficiário:Augusto Alberto Valero Flores
Pesq. responsável no exterior: Stephen J. Hawkins
Instituição no exterior: University of Southampton, Inglaterra
Instituição-sede: Centro de Biologia Marinha (CEBIMAR). Universidade de São Paulo (USP). São Sebastião , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/01446-2 - Regulação trófica ascendente do recrutamento em invertebrados marinhos com desenvolvimento indireto: cracas como estudo de caso, AP.R
Assunto(s):Ecologia marinha  Ecologia de populações  Invertebrados marinhos  Craca  Larva 

Resumo

O desconhecimento sobre padrões de conectividade larval tem impedido um melhor entendimento da dinâmica de populações marinhas. O uso de modelos biofísicos de transporte tem rendido avanços importantes, mas a variação das condições ambientais na coluna de água é amplamente desprezada. Ao contrário de regiões temperadas, as águas costeiras tropicais são muitas vezes oligotróficas, podendo ocorrer mortalidade larval excessiva, restringindo a conectividade entre populações. Atividades relacionadas ao projeto FAPESP 2013/01446-2 visam identificar os mecanismos que afetam a qualidade larval e entender sua influência no desempenho de estágios bentônicos. Propomos, neste projeto, realizar experimentos para estimar valores nutricionais limiares que garantam suficientes reservas lipídicas para o desenvolvimento larval e a metamorfose. Obteremos ainda estimativas de eficiência alimentar e mediremos alterações de seletividade, em resposta a variações da concentração de alimento, para entender estratégias de forrageamento. Séries temporais do estado trófico da coluna de água permitirão ainda estimar a frequência em que ocorrem condições mínimas para o assentamento larval. Essas atividades serão realizadas tanto no Brasil como no Reino Unido, em dois períodos reprodutivos diferentes, proporcionando uma rara oportunidade para comparar esses processos entre um sistema tropical e outro temperado. Dada a recente relevância desta área de pesquisa, esperamos promover importante discussão teórica e, principalmente, fomentar colaborações de longo prazo entre as instituições proponentes. (AU)