Busca avançada
Ano de início
Entree

Beneficial effects of Ginkgo biloba extract on insulin signaling cascade, dyslipidemia and body adiposity of diet-induced obese rats

Processo: 14/07424-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2014 - 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:Monica Marques Telles
Beneficiário:Monica Marques Telles
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Medicamentos fitoterápicos  Ginkgo biloba  Fosforilação  Adiposidade  Resistência à insulina  Obesidade  Publicações de divulgação científica  Artigo científico 

Resumo

O Extrato de Ginkgo biloba (EGb) tem se mostrado eficiente para o tratamento de diabetes mellitus tipo 2. O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito do EGb sobre a tolerância à insulina, ingestão alimentar, adiposidade corporal, perfil lipídico, níveis de insulina de jejum e quantificação do IRS-1, PTP-1B, Akt e fosforilação da Akt de ratos com obesidade induzida pela dieta. Os animais foram alimentados com dieta hiperlipídica (O) ou ração controle (C) durante 8 semanas. O grupo O foi dividido em dois grupos: ratos gavados com salina (OS) e ratos gavados com 500mg/Kg de EGb (OG). O grupo C foi gavado com salina. No final do tratamento, os ratos foram anestesiados, a insulina foi injetada na veia porta e após 90 segundos, o músculo gastrocnêmio foi removido. A quantificação das proteínas da cascata insulínica foi feita pela técnica de Western blotting. Níveis séricos de insulina e glicose de jejum, triglicerídeos, colesterol total e frações foram dosados. O teste de tolerância à insulina também foi realizado. A ingestão de dieta hiperlipídica promoveu perda da sensibilidade à insulina e resultou em significante aumento da adiposidade corporal e dos níveis de glicose e triglicerídeos. Por outro lado,o tratamento com EGb reduziu a ingestão alimentar e adiposidade corporal além de proteger contra hiperglicemia e dislipidemia. Foi também capaz de melhorar a sensibilidade à insulina, restaurar a fosforilação da Akt, aumentar os níveis de IRS-1 e diminuir os níveis de PTP-1B em comparação com o grupo OS. Os resultados sugerem que o EGb pode prevenir ou tratar prejuízos na sensibilidade à insulina. (AU)