Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de ácidos graxos de alto valor agregado a partir de biodiesel derivado de óleos pré-tratados via refino físico

Processo: 15/01030-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Danilo Marques de Lima
Beneficiário:Danilo Marques de Lima
Empresa:BRP Inovação, Assessoria e Representação Comercial Ltda
Município: Ribeirão Preto
Pesq. associados: Fernanda Ribeiro de Faria ; Hubertt Kenned Elias Junior ; Roseli Aparecida Ferrari
Assunto(s):Ácidos graxos  Biodiesel  Hidrólise  Catálise  Ésteres  Produção agrícola  Soja 

Resumo

Este projeto visa desenvolver um processo para a verticalização da cadeia produtiva do biodiesel, que hoje opera com capacidade ociosa e baixas margens. Propõe-se utilizar o biocombustível como matéria-prima para a obtenção de um oleoquímico de alto valor agregado (ácido graxo destilado), produto amplamente utilizado nas indústrias de tintas e vernizes, borrachas, cosméticos, lubrificantes, metal-mecânica, etc., e com valor de mercado cerca de 70% superior ao biodiesel. Desta forma, seria possível que o produtor aumentasse sua escala (ocupando capacidade ociosa).O processo que se propõe investigar é a hidrólise enzimática dos ésteres metílicos (biodiesel), obtendo ácidos graxos e metanol como sub-produto (que retorna como insumo para a fabricação de biodiesel), e que devido às condições amenas de temperatura e de baixa contaminação, intrínsecas a um processo enzimático, tendem a gerar um produto de alta qualidade com um investimento relativamente baixo; levando em consideração que ácidos graxos destilados tradicionalmente obtidos a partir de óleos e gorduras, em colunas de cisão à alta pressão (por volta de 65 atm) e temperatura (260ºC) e destilação, além de gerar como sub-produto glicerina extremamente diluída, o que demanda o uso de evaporadores - o custo inicial de investimento é bastante elevado. Neste projeto pretende-se estudar em laboratório as principais variáveis que garantam rendimento e velocidade de reação, baixo custo operacional, além das características físico-químicas no produto final exigidas pelo mercado. O estudo será complementado pelo cálculo do investimento em três capacidades diferentes de instalação industrial e uma análise de pré-viablidade econômica do processo.Uma das exigências para o processo é que o biodiesel seja obtido através de óleos e gorduras pré-tratadas por refino físico, uma vez que a cor do produto final é um parâmetro importante (não é relevante para o biodiesel, mas sim para os ácidos graxos que se quer obter). Oito usinas no Brasil já utilizam ou estão em fase final de aplicação desta rota, que reduz as perdas no processo de biodiesel.Os arranjos imaginados para a produção comercial, caso o projeto se demonstre viável, seriam, dependendo da análise: a) transferir a tecnologia através de um contrato de divisão de valor (remuneração por pagamento de royalties) com produtores selecionados de biodiesel e/ou b) transferir a tecnologia para uma empresa de engenharia e/ou fabricante de equipamentos. (AU)