Busca avançada
Ano de início
Entree

Recuperação de norovírus no ar após diferentes métodos de tratamento do piso

Processo: 15/18747-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Doenças Contagiosas
Pesquisador responsável:Kazuko Uchikawa Graziano
Beneficiário:Kazuko Uchikawa Graziano
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Rita de Cássia Compagnoli Carmona
Assunto(s):Norovirus  Poluição do ar  Aerossóis  Desinfecção  Desinfecção com radiação ultravioleta  Pisos 

Resumo

Os norovirus são importantes causas de surtos epidêmicos de gastroenterite viral, possuem particularidades, entre elas: dose infectiva baixa; capacidade de persistir no ambiente por semanas; aerolização das partículas virais durante episódios de vômito e eliminação de fezes contaminadas; tolerância aos desinfetantes. Há consenso e embasamento científico sobre a necessidade de desinfecção das superfícies tocadas pelos profissionais de saúde. No entanto, identificam-se lacunas na literatura científica acerca da contaminação do piso. O objetivo dessa pesquisa sera avaliar a contaminação do ar por partículas dos norovirus quando realizada apenas limpeza do piso comparada ao procedimento da limpeza seguida de desinfecção e limpeza seguida de descontaminação com luz ultravioleta. Trata-se de um estudo experimental, laboratorial, cujos experimentos procederão da seguinte forma: placas porosas e não-porosas que representam o piso dos serviços de saúde (granito e piso vinílico) serão contaminadas com amostra de norovirus e receberão os distintos tratamentos (Grupo 1- apenas Limpeza, Grupo 2 - Limpeza seguida de Desinfecção com Hipoclorito de Sódio 5000ppm - 0,5%, Grupo 3 - Limpeza seguida de luz ultravioleta). Para grupo controle negativo serão coletadas amostras das superfícies e amostras do ar apos a esterilização das placas; para controle positivo, amostras das superfícies e do ar apos a contaminação intencional. As amostras de ar serão coletadas utilizando o coletador Coriolis ¼ e as amostras de superficies com swabs de algodao. Para identificação de norovirus recuperados nas amostras sera utilizada tecnica de reac'ao em cadeia da polimerase apos transcrição reversa (RT-PCR tempo real quantitativo). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CIOFI-SILVA, C. L.; BRUNA, C. Q. M.; CARMONA, R. C. C.; ALMEIDA, A. G. C. S.; SANTOS, F. C. P.; INADA, N. M.; BAGNATO, V. S.; GRAZIANO, K. U. Norovirus recovery from floors and air after various decontamination protocols. Journal of Hospital Infection, v. 103, n. 3, p. 328-334, NOV 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.