Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de arquiteturas de redes neurais Recurrente Convolucional para o reconhecimento de expressões faciais

Processo: 16/19947-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação
Pesquisador responsável:Gerberth Adín Ramírez Rivera
Beneficiário:Gerberth Adín Ramírez Rivera
Instituição-sede: Instituto de Computação (IC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Anderson de Rezende Rocha ; Hélio Pedrini ; Ricardo da Silva Torres
Assunto(s):Redes neurais (computação)  Expressão facial  Arquitetura e organização de computadores  Aprendizado computacional 

Resumo

O número de dispositivos inteligentes e equipamentos eletrônicos pessoais que possuímos e interagimos têm aumentado diariamente. Considerando que expressões faciais e corporais são os sinais mais relacionados com nossas emoções, é natural incorporar a capacidade de reconhecimento destes sinais nestes dispositivos para melhorar suas funcionalidades. Além disso, o reconhecimento de expressões humanas possibilita uma interação mais eficiente entre as pessoas. Neste contexto, o reconhecimento de expressões faciais é uma solução atrativa na solução de problemas de inclusão e acesso universal, tais como facilidade de uso de equipamentos e eliminação de barreiras às oportunidades oferecidas pela sociedade moderna.Um primeiro passo nesta direção é o reconhecimento e classificação das expressões faciais humanas, servindo como base para inferir estados emocionais mais complexos. Neste sentido, nós precisamos de algoritmos robustos para a análise automática de faces dentro destes dispositivos inteligentes. Por sua vez, o reconhecimento automático de expressões faciais requer uma descrição robusta de cada expressão ou, de maneira mais geral, um descritor de imagem ou face robusto. Esta descrição deve ser genérica o suficiente para acomodar as diferentes formas na qual uma expressão pode ocorrer e, ao mesmo tempo, manter o fator discriminatório de cada expressão.Além disso, existem outros desafios que um descritor deve superar. Por exemplo, dispositivos de uso diário devem ser capazes de lidar com situações diferentes de iluminação, rotação, mudanças de fundo e outros fatores que podem influenciar a captura de imagens. Assim, o desafio de criar um descritor de imagem está em superar estas mudanças de ambiente e possíveis variações das classes de expressões. Este projeto busca desenvolver e analisar diversas arquiteturas de redes neurais profundas para criar descritores de face robustos que são muito discriminativos entre as diferentes classes de expressões e, ainda assim, capazes de identificar estas variações de fatores de ambiente. Paralelamente, a solução proposta também irá considerar a informação temporal de vídeos para melhorar a classificação e reduzir taxas de erros. O nosso objetivo geral é desenvolver uma nova arquitetura de rede baseada em Redes Neurais Convolucionais e Redes Neurais Recorrentes, capazes de descrever e reconhecer expressões faciais considerando informações temporais. Este objetivo inclui o projeto e análise desta nova arquitetura, o qual utilizará diferentes técnicas de aprendizado, descrição e extração da informação. Também iremos avaliar esta nova arquitetura através da utilização de datasets de benchmark padrão de expressões humanas aceitos pela comunidade. (AU)