Busca avançada
Ano de início
Entree

Exploração em larga-escala de dados de EEG-RMf aplicados em epilepsias

Processo: 17/25795-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2018 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Brunno Machado de Campos
Beneficiário:Brunno Machado de Campos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Carolina Coan ; Clarissa Lin Yasuda ; Fernando Cendes ; Marina Koutsodontis Machado Alvim ; Natalia Paschoal Divino
Assunto(s):Epilepsia  Neurociências  Neuroimagem  Conectividade funcional 

Resumo

Epilepsia é uma condição debilitante devido a predisposição a ocorrência de crises epilépticas de maneira recorrente e espontânea. É uma das doenças neurológicas mais comuns em adultos e crianças. Pacientes com epilepsias focais que não respondem ao tratamento clínico medicamentoso podem ser beneficiados por outro tipo de intervenção: ressecção cirúrgica da zona epileptogênica (região do córtex cerebral responsável pela geração de crises), procedimento que pode livrar os pacientes das crises. Entretanto o sucesso deste procedimento depende diretamente da habilidade/possibilidade de definir com precisão a zona epileptogênica. Entre os pacientes submetidos à cirurgia, 30 a 40% ainda continuam com crises após o procedimento. Desta forma, há urgência em desenvolver métodos e técnicas capazes de definir de maneira segura e precisa a zona epileptogênica de forma individualizada ("medicina de precisão") possibilitando melhor planejamento cirúrgico e resultados superiores de controle de crises aos pacientes.A técnica combinada de EEG e ressonância magnética (RM) funcional (EEG-fMRI) possibilita avaliar a atividade neural de modo não invasivo, aproveitando-se da alta resolução espacial das imagens de RM (IRM) e temporal do EEG. A técnica de EEG-fMRI tem o potencial de revelar as mudanças hemodinâmicas cerebrais associadas à atividade epileptiforme, auxiliando a definir a zona epileptogênica e a caracterizar a patologia de maneira individualizada. O método que será mais explorado neste projeto será a análise por conectividade funcional (FC), uma técnica cada vez mais reconhecida e utilizada em neuroimagem, capaz de diferenciar e caracterizar diversas desordens neurológicas e psiquiátricas. A exploração dos dados de EEG-fMRI através da FC fornece informação fisiológicas sobre o estado mental do paciente e da atividade epileptiforme dinamicamente de maneira controlada permitindo avaliação de questões fundamentais a respeito da organização das redes cerebrais funcionais e como elas são afetadas pela epilepsia garantindo dados de altíssima qualidade.Este projeto irá abordar e estudar estes temas baseando-se nas experiências da UNICAMP em análises de EEG-fMRI com o objetivo de fornecer inovadoras abordagens metodológicas e instrumentais. O aprofundamento do conhecimento das epilepsias, assim como os métodos e instrumentações que iremos desenvolver, fornecerão ferramentas e informações de impacto para a comunidade científica nas áreas das ciências clínica e básica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)