Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensoriamento remoto de aerossóis em alta resolução na região amazônica

Processo: 05/57456-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Artaxo Netto
Beneficiário:Silvia de Lucca
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sensoriamento remoto   Poluição atmosférica   Aerossóis   Queimada   Amazônia

Resumo

Este plano de mestrado pretende desenvolver métodos para a obtenção da espessura ótica de partículas de aerossóis com alta resolução (1 Km) na região amazônica. Será adaptada a metodologia desenvolvida para aerossóis urbanos por Castanho et al, 2005 à aerossóis biogênicos naturais e emitidos em queimadas na região amazônica. A validação dos resultados será feita com medidas realizadas com aviões no experimento LBA/SMOCC e com determinação da espessura ótica de aerossóis pela rede de fotômetros solares da AERONET em Rondônia, Manaus e Santarém. Modelos de propriedades óticas de aerossóis para a Amazônia serão construídos, utilizando o código de transferência radiativa atmosférica SBDART, acoplado às medidas de parâmetros físicos da rede de fotômetros solares da NASA/AERONET. Medidas de propriedades óticas de aerossóis tais como albedo simples, função de fase de espalhamento, distribuição de tamanho e outras coletadas nos últimos 5 anos serão utilizadas na construção de modelos dinâmicos de aerossóis. Estes parâmetros serão introduzidos no modelo de transferência radiativa SBDART para obtermos propriedades de transmitância atmosférica com a presença de aerossóis nas várias faixas de concentração. Irradiâncias com alta resolução de 1 km do sensor MODIS a bordo dos satélites Aqua e Terra da NASA serão convertidas a espessura ótica de aerossóis (AOT) em alta resolução com os modelos dinâmicos. Os valores de AOT obtidas do sensor MODIS serão comparados a valores medidos com fotômetros solares da rede AERONET para as regiões de Manaus, Rondônia e Santarém. Será calculada também a distribuição espacial da forçante radiativa direta dos aerossóis em alta resolução. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LUCCA, Silvia de. Sensoriamento remoto de aerossóis em alta resolução espacial na região amazônica. 2009. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.