Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do exercício aeróbio moderado na qualidade do sono de pacientes com insônia crônica primária: uma comparação entre dois diferentes horários do dia

Processo: 08/02862-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Marco Túlio de Mello
Beneficiário:Giselle Soares Passos
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Exercício físico   Insônia   Polissonografia   Qualidade de vida   Ansiedade

Resumo

A prevalência da insônia crônica nas populações é de 10 a 15%, sendo mais comum na idade adulta e acometendo principalmente as mulheres. A terapia comumente prescrita para o seu tratamento é a medicamentosa, no entanto, tratamentos não farmacológicos têm sido sugeridos na literatura, entre eles o exercício físico. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos agudo e crônico do exercício aeróbio moderado, realizado em dois diferentes horários, no padrão do sono de pacientes com insônia crônica primária. Para tanto, serão selecionados 45 pacientes com insônia crônica primária, que serão distribuídos aleatoriamente em três grupos, dois experimentais (grupo manhã - GM e grupo tarde - GT) e um controle (GC). Os grupos experimentais realizarão exercício aeróbio moderado (intensidade do limiar ventilatório 1) durante seis meses. Este estudo será composto por 7 avaliações (basal, aguda, 2 meses, 4 meses, 6 meses, 48 horas após 6 meses e 1 mês após o término). Os métodos de avaliação da qualidade do sono serão a polissonografia e o diário do sono. Além disso, serão avaliados por meio de questionários, o perfil de humor (POMS), o estado e o traço de ansiedade (IDATE traço-estado) e a qualidade de vida (SF-36). A hipótese deste estudo é que a prática de exercícios aeróbios, realizados em intensidade moderada, nos dois diferentes horários do dia (manhã e tarde), durante um período de seis meses, possa reduzir o traço de ansiedade, melhorar o perfil de humor, e aumentar a qualidade de vida dos pacientes com insônia, o que, por conseguinte, resultará em uma melhora na qualidade do sono.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GISELLE S. PASSOS; MARCOS G. SANTANA; DALVA POYARES; CAROLINA V. D’AUREA; ALEXANDRE A. TEIXEIRA; SERGIO TUFIK; MARCO T. DE MELLO. Chronotype and anxiety are associated in patients with chronic primary insomnia. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 39, n. 2, p. 183-186, Jun. 2017. Citações Web of Science: 5.
PASSOS, GISELLE SOARES; POYARES, DALVA; SANTANA, MARCOS GONCALVES; DE SOUZA TEIXEIRA, ALEXANDRE ABILIO; LIRA, FABIO SANTOS; YOUNGSTEDT, SHAWN D.; THOMATIELI DOS SANTOS, RONALDO VAGNER; TUFIK, SERGIO; DE MELLO, MARCO TULIO. Exercise Improves Immune Function, Antidepressive Response, and Sleep Quality in Patients with Chronic Primary Insomnia. BIOMED RESEARCH INTERNATIONAL, 2014. Citações Web of Science: 16.
PASSOS, GISELLE SOARES; POYARES, DALVA; SANTANA, MARCOS GONCALVES; RODRIGUES D'AUREA, CAROLINA VICARIA; YOUNGSTEDT, SHAWN D.; TUFIK, SERGIO; DE MELLO, MARCO TULIO. Effects of moderate aerobic exercise training on chronic primary insomnia. Sleep Medicine, v. 12, n. 10, p. 1018-1027, DEC 2011. Citações Web of Science: 67.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.