Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise proteômica quantitativa de plasma seminal e de espermatozóides e sua associação com aspectos funcionais dos espermatozóides e com o nível de peroxidação lipídica no plasma seminal

Processo: 11/14631-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ricardo Pimenta Bertolla
Beneficiário:Paula Intasqui Lopes
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biomarcadores   Reprodução humana   Espermatozoides   Sêmen   Peroxidação de lipídeos   Proteômica

Resumo

Os principais mecanismos envolvidos na infertilidade masculina são alterações na qualidade funcional dos espermatozóides e estresse oxidativo, os quais podem ser avaliados laboratorialmente para informação adicional sobre o potencial reprodutivo masculino. Entretanto, as provas funcionais não têm impacto clínico, uma vez que são pouco confiáveis. Nesse sentido, estudos moleculares do espermatozóide e do plasma seminal associados a alterações funcionais dos espermatozóides são importantes sob uma perspectiva clínica. Em vista disso, o presente projeto propõe o estudo proteômico do plasma seminal e dos espermatozóides em associação ao nível de peroxidação lipídica do plasma seminal, à atividade mitocondrial dos espermatozóides e à integridade do acrossoma e do DNA dessa célula.Para isso, serão realizadas as provas funcionais dos espermatozóides de cada paciente: análise da atividade mitocondrial, utilizando-se coloração por DAB (3,3'-diaminobenzidina); avaliação da integridade acrossomal, por meio de sondas PNA (Peannut Agglutinin); análise da integridade do DNA, pelo ensaio Cometa alcalino. Em seguida, será feita a separação do plasma seminal da fração celular, a qual será processada para seleção dos espermatozóides viáveis. Parte do plasma seminal será utilizada para avaliação do nível de peroxidação lipídica, pelo ensaio TBARS (Thiobarbituric acid reactive substances). Então, as amostras serão distribuídas em grupos experimentais, de acordo com a qualidade funcional dos espermatozóides e o nível de peroxidação lipídica. O plasma seminal e os espermatozóides dos pacientes de cada grupo serão utilizados para a análise proteômica, realizada por meio de nanoUPLC tandem nanoESI-MSE. Com esses resultados, espera-se obter possíveis marcadores protéicos para a qualidade funcional de espermatozóides, os quais poderão ser utilizados no diagnóstico e no tratamento de infertilidade masculina e para seleção dos espermatozóides sem danos para injeção no oócito.