Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelos robustos de dimensionamento de lotes com remanufatura

Processo: 12/02622-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Pesquisa Operacional
Pesquisador responsável:Douglas José Alem Junior
Beneficiário:Pedro Belluco Macedo
Instituição-sede: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/10133-0 - Problemas de corte, empacotamento, dimensionamento de lotes e programação da produção, e suas integrações em contextos industriais e logísticos, AP.TEM
Assunto(s):Programação estocástica

Resumo

Nesse projeto de iniciação científica, será estudado o problema de dimensionamento de lotes com remanufatura (PDLR) sob o viés da programação estocástica e da programação estocástica robusta. Basicamente, o PDLR é uma extensão do clássico problema de dimensionamento de lotes, no qual em cada período do horizonte de planejamento uma quantidade de produtos retornáveis entra no sistema. O objetivo do problema é determinar um plano de produção que considere a possibilidade de remanufaturar tais produtos retornáveis. Porém, existem algumas características intrínsecas dos processos de remanufatura que os tornam desafiadores no planejamento e programação da produção, como as incertezas associadas a taxa de retorno dos produtos e aos tempos de produção e preparação das operações de remanufatura. Ignorar tais incertezas pode resultar em modelos pouco realistas e/ou soluções inócuas. Nesse contexto, o objetivo principal desse projeto de iniciação científica é propor modelos matemáticos de otimização para lidar com as várias incertezas que afetam o planejamento da produção em indústrias que utilizam processos de remanufatura. Como metodologia para tratar as incertezas, propõe-se utilizar a clássica programação estocástica de dois estágios e a versão programação estocástica robusta para determinar soluções menos sensíveis às variações dos cenários. Os modelos determinísticos e estocásticos serão codificados no software de modelagem algébrica GAMS e resolvido pelo solver CPLEX 12. Esse projeto está relacionado às atividades previstas no Projeto Temático da FAPESP (Processo 2010/10133-0) recentemente aprovado.