Busca avançada
Ano de início
Entree

A monotongacao dos ditongos decrescentes orais no dialeto caxiense.

Processo: 00/00514-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2000
Vigência (Término): 31 de julho de 2002
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Gladis Massini-Cagliari
Beneficiário:Maria Francisca Ribeiro de Araujo Santo Orcero
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Variação

Resumo

Investigação do fenômeno de monotongação dos ditongos decrescentes orais (ai), (ei) e (ou) no português falado na cidade de Caxias (MA), à luz da Teoria da Variação (cf. Labov, 1994; Chambers, 1995; Callou et al., 1998, entre outros) e das propostas fonológicos recentes, desenvolvidas no âmbio da Teoria da Sílaba (cf. Bisol 1989, 1994 e 1999), da Fonologia de Partículas (cf. Schane, 1995) e da Teoria da Otimidade (cf. Prince & Smolensky, 1993; Achangelli & Langedoen, 1997; Roca. 1997, etc.). A preocupação fundamental que norteia este projeto é responder às seguintes indagações: (1) Que fatores, lingüísticos e extralingüísticos, se correlacionam com a aplicação da regra de monotongação no dialeto em foco? (2) Como o fenômeno vem se implementando: via difusão lexical ou de modo regular, no espírito neogramático? e (3) Qual modelo fonológico melhor explicaria o fenômeno em estudo? (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ORCERO, Maria Francisca Ribeiro de Araujo Santo. Variação ditongo/monotongo no português de Caxias - MA. 2002. 281 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Faculdade de Ciências e Letras Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.