Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro da expressão genética e aderência do Staphylococcus epidermidis e Staphylococcus aureus por meio de RT-PCR após a desinfecção de resina acrílica específica para prótese ocular

Processo: 12/13909-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marcelo Coelho Goiato
Beneficiário:Amália Moreno
Supervisor no Exterior: Elizabeth Fozo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Tennessee (UT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/05864-8 - Avaliação da adesão de Staphylococcus spp. em resina acrílica específica para prótese ocular e alteração de cor de botões de íris artificiais, variando a cor e as técnicas de obtenção, ambos após desinfecção química, BP.DR
Assunto(s):Olho artificial   Polimetil metacrilato   Desinfecção

Resumo

A desinfecção de próteses oculares objetiva o controle da formação de biofilme, e prevenir inflamação e infecção na microbiota endógena conjuntival, associada com Staphylococcus epidermidis e Staphylococcus aureus. O desenvolvimento de biofilme na prótese ocular pode promover bacteremia recorrente, e resistência a antibióticos. A expressão dos genes icaA/icaD de S. epidermidis, e gene bap do S. aureus está relacionada ao processo de aderência bacteriana, e formação de biofilme. O objetivo deste estudo será avaliar a aderência e detecção/quantificação da expressão destes genes em células planctônicas e células do biofilme de S. epidermidis e S. aureus, desenvolvidas na superfície da resina acrílica, após tratamento com três soluções desinfetantes. Um total de 144 amostras será confeccionado (1,0 cm de diâmetro e 0,3 cm de espessura). Metade das amostras será utilizada para avaliação da aderência bacteriana, e a outra metade será utilizada para avaliação da expressão genética. Para cada 72 amostras, metade será inoculada com S. epidermidis, e a outra metade com S. aureus, para desenvolvimento do biofilme. As amostras serão distribuídas em quatro grupos (9 por grupo): tratado com água destilada (controle) (G1); tratado com sabão neutro (G2); tratado com clorexidina a 4% (G3); e tratado com Opti-Free (G4). A análise microbiológica será realizada em triplicata, e em três experimentos independentes. Culturas do biofilme e planctônicas serão coletadas em três diferentes tempos correspondendo aos estágios de desenvolvimento do biofilme: inicial (24h), intermediário (48h) e maduro (72h). A contagem de colônias será verificada por análise do número de UFC/mL após os tratamentos de desinfecção. O RNA total das amostras será obtido e a expressão genética para o RNA mensageiro, dos genes icaA/icaD e bap será quantificada por RT-PCR, após os tratamentos de desinfecção. A expressão genética será normalizada por genes controle (gmk, 16S) para determinar o nível relativo de expressão. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística e avaliação de acordo com teste apropriado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MORENO, AMALIA; DOS SANTOS, DANIELA MICHELINE; LAMARTINE DE MORAES MELO NETO, CLOVIS; LUIZ DE MELO MORENO, ANDRE; DE MAGALHAES BERTOZ, ANDRE PINHEIRO; GOIATO, MARCELO COELHO. In vitroevaluation of the effect of different disinfectants on the biofilm ofStaphylococcus epidermidisandStaphylococcus aureusformed on acrylic ocular prostheses. PLoS One, v. 15, n. 10 OCT 12 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.