Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade anti-inflamatória intestinal de 4-metilesculetina no modelo experimental de colite induzida por DSS em linhagens de camundongos selecionadas geneticamente

Processo: 13/01297-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Aline Witaicenis Fantinati
Beneficiário:Ellen Cristina Souza de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças inflamatórias intestinais

Resumo

A Doença Inflamatória Intestinal (DII) engloba duas doenças distintas: a Doença de Crohn e a Colite Ulcerativa. Essas doenças são multifatoriais com etiologia pouco elucidada, mas com evidências de interação entre o sistema imune, susceptibilidade genética, fatores ambientais e a flora bacteriana. Considerando-se que um tratamento etiológico da DII não está disponível e que os fármacos correntemente utilizados apresentam sérios efeitos colaterais, estudos voltados para o desenvolvimento de novas estratégias de tratamento são importantes. Dentre os modelos experimentais mais utilizados para indução de colite, o modelo de indução por dextran sulfato de sódio (DSS) é um importante modelo para avaliação de substâncias e que permite correlacionar o modelo experimental à colite ulcerativa humana, e, além disso, permite estudar a patogênese da DII, bem como os mecanismos imunes envolvidos na doença. Porém, este modelo experimental apresenta muita variação, pois os animais apresentam diferente susceptibilidade e responsividade à indução da colite, portanto o uso de animais que apresentem uma resposta padrão e homogênea frente ao desenvolvimento do processo inflamatório colônico representa uma ferramenta muito mais confiável na avaliação de substâncias que possam intervir no processo inflamatório colônico. Dados obtidos em nossos estudos anteriores demonstraram que 4-metilesculetina atua como potente agente antioxidante e apresenta atividade benéfica no processo inflamatório intestinal induzido por TNBS em ratos. Com base no exposto, o presente projeto tem por objetivo avaliar a atividade de 4-metilesculetina no modelo de colite induzida por DSS em duas novas linhagens experimentais, denominadas Airmax (que são camundongos que desenvolvem intensamente o processo inflamatório) e Airmin (que são animais que desenvolvem fracamente o processo inflamatório). Para tanto, a indução do processo inflamatório será realizada em camundongos (n=10) que receberão água filtrada estéril contendo 2,5% de DSS durante 5 dias, seguido por 2 dias de água potável regular. O tratamento será administrado por via oral (4-metilesculetina dose de 5mg/Kg ou sulfassalazina 150mg/Kg) e se iniciará simultaneamente à administração do DSS e será mantido até 7° dia. Os animais serão avaliados em diferentes parâmetros de caráter geral e será determinado um índice de atividade da doença (DAI) que será obtido a partir de três principais sinais clínicos: perda de peso, diarreia e sangramento retal. Após a morte dos animais, os cólons serão extraídos e analisados quanto aos prejuízos intestinais considerando-se parâmetros macroscópicos (relação peso e comprimento colônico, existência de aderências entre o intestino e órgãos adjacentes, análise da severidade e extensão do prejuízo intestinal) e bioquímicos (mieloperoxidase, glutationa, TNF-± e IL-1²). Adicionalmente, serão realizados estudos de microscopia óptica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
WITAICENIS, ALINE; SOUZA DE OLIVEIRA, ELLEN CRISTINA; TANIMOTO, ALEXANDRE; GONCALVES ZORZELLA-PEZAVENTO, SOFIA FERNANDA; DE OLIVEIRA, SILVIO LUIS; SARTORI, ALEXANDRINA; DI STASI, LUIZ CLAUDIO. 4-methylesculetin, a coumarin derivative, ameliorates dextran sulfate sodium-induced intestinal inflammation. Chemico-Biological Interactions, v. 280, p. 59-63, JAN 25 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.