Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da Utilização de Nanopartículas de Dióxido de Titânio no Grau de Conversão, Sorpção e Solubilidade de uma Resina Composta

Processo: 13/04329-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Alessandra Nara de Souza Rastelli
Beneficiário:Marise Suellen Rotta
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Espectroscopia infravermelho transformada de Fourier   Nanopartículas   Solubilidade   Resinas compostas   Dentística restauradora   Nanotecnologia   Difusão

Resumo

Atualmente pela crescente busca por procedimentos estéticos e a melhora significativa nas propriedades físicas e mecânicas das resinas compostas, estes materiais são cada vez mais utilizados em restaurações de dentes anteriores e posteriores. Entretanto, estes materiais ainda promovem significante acúmulo de biofilme sobre sua superfície. Muito se tem feito para melhorar esta característica das resinas compostas, dentre as principais modificações feitas na composição com esta finalidade, a utilização de nanopartículas com propriedades antimicrobianas tem se destacado. Porém, a incorporação de nanopartículas à resina composta e modificação de sua composição, pode afetar suas propriedades e pouco se sabe a respeito deste aspecto. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar a influência de nanopartículas de TiO2 em diferentes concentrações (1.0; 5.0 e 10%) nas propriedades de uma resina composta nanoparticulada FiltekTM Z350 XT, por meio do grau de conversão (GC), sorpção e solubilidade. Os espécimes serão confeccionados em matrizes metálicas (4mm X 2mm para o GC e 10mm X 1mm para sorpção e solubilidade) e fotoativados com LED Radii Plus (SDI, 1500 mW/cm²) durante 40 segundos. Para o GC (%), os espécimes serão triturados, prensados com KBr e analisados em espectrofotômetro FT-IR (Nexus-470). Para os testes de sorpção e solubilidade, os espécimes serão armazenados em meio seco em estufa a 37ºC (± 1ºC) até apresentarem massa constante. Em seguida, serão imersos em 5mL de saliva artificial, com troca semanal, e mantidos em estufa, sendo pesados nos tempos: 24, 48 e 72 hs, 7, 14, 21, 30, 60 e 90 dias. Os espécimes serão então recondicionados até obtenção de massa constante. Com a finalidade de avaliar a degradação superficial será realizada microscopia eletrônica de varredura (MEV) de 1 espécime por Grupo (JSM 5310, JEOL Ltda., Tóquio, Japão). Atendidos os pressupostos de normalidade e homocedasticidade, os dados serão submetidos à Análise de Variância (ANOVA) e para comparação múltipla será utilizado o pós-teste de Tukey, com nível de significância de 5%, caso contrário, será utilizado um teste não paramétrico. Para as imagens de microscopia eletrônica de varredura será feita análise descritiva.