Busca avançada
Ano de início
Entree

Níveis de ferricretes e suas relações com a evolução da paisagem na Serra do Espinhaço Meridional (mg) num contexto geocronológico, mineralógico e geoquímico

Processo: 13/22005-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Pablo Vidal Torrado
Beneficiário:Danilo de Lima Camêlo
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/17518-8 - Uso de métodos geofísicos em sistemas lateríticos para modelagem da evolução da paisagem em ambientes tropicais, BE.EP.DR
Assunto(s):Lateritas   Hematita

Resumo

Os ferricretes (lateritas ferruginosas) de paisagens tropicais ocorrem quase sempre em superfícies aplainadas erguidas em diferentes altitudes, onde podem apresentar idades que variam desde o Quaternário até o Cretáceo e, ainda, ter sua gênese iniciada igualmente, ou, estabelecendo-se uma sequência de formação com a elevação do relevo. Uma vez que as condições paleoclimáticas, quentes e úmidas tenham induzido o desenvolvimento de sistemas lateríticos em crátons estáveis nos trópicos, é possível, a partir destes materiais, estudar a evolução da paisagem num contexto geocronológico, e ainda, entender os mecanismos responsáveis por sua gênese e os eventos climáticos e neotectônicos atuantes na época que, ao longo do tempo deram origem ao cenário contemporâneo. Neste contexto, busca-se estudar as relações existentes entre os níveis de ferricretes, estratigrafia e geomorfologia na Serra do Espinhaço Meridional (MG) para gerar um modelo de evolução da sua paisagem atual, tendo em vista os acontecimentos ocorridos em épocas mais antigas que o pleistoceno, bem como, estabelecer eventuais relações entre os processos pedogenéticos e as antigas superfícies de aplainamento do continente sul-americano. É a primeira iniciativa de utilização de materiais pedogenéticos de origens pretéritas com o objetivo de estudar a paisagem da SdEM numa escala de tempo geológico remota, onde acredita-se que serão examinados geo-pedomateriais com idades por volta do Paleogeno, ou até mesmo do Cretáceo. Além disso, pretende-se avaliar as modificações cristalográficas dos óxidos de ferro constituintes dos ferricretes distribuídos em diferentes níveis de superfícies geomórficas. Para tanto, serão realizadas análises químicas toais, mineralógicas de âmbito geral e detalhado, micromorfológicas e microquímicas, e ainda, datações radioisotópicas dos ferricretes por 40Ar/39Ar e U-Th/He.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMELO, DANILO DE LIMA; GILKES, ROBERT J.; LEOPOLD, MATTHIAS; SILVA, ALEXANDRE CHRISTOFARO; VIDAL-TORRADO, PABLO. The application of quartz grain morphology measurements to studying iron-rich duricrusts. CATENA, v. 170, p. 397-408, NOV 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CAMÊLO, Danilo de Lima. Duricrusts ferruginosos da Serra do Espinhaço Meridional (MG) e suas relações com a evolução da paisagem. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.