Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de proteína heteróloga em microalga

Processo: 13/26310-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:João Carlos Monteiro de Carvalho
Beneficiário:João Vitor Dutra Molino
Supervisor no Exterior: Stephen Patrick Mayfield
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, San Diego (UC San Diego), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/18224-2 - Produção de proteína heteróloga em microalga, BP.DR
Assunto(s):Chlamydomonas reinhardtii   Hialuronidase

Resumo

Os fármacos biológicos tem grande importância econômica, mas o seu desenvolvimento é caro e apresenta alto risco financeiro para as empresas (apenas 30% dos todas as drogas que entram testes clínicos chegam ao mercado). Número diverso de sistemas de expressão estão sendo desenvolvidos e aplicados na produção de medicamentos à base de proteínas. Escolha do tipo de linha de células mais adequado é baseado em prioridades de desempenho e necessidade de cada proteína heteróloga recombinante a ser produzida. As microalgas têm muitas características que são desejável em um sistema de expressão de proteína recombinante comercial, incluindo elevada taxa de crescimento e facilidade de cultivo, com a capacidade de realizar modificações pós-transcricionais e pós-traducionais. O uso integrado de diferentes técnicas de biologia molecular pode conduzir a um sistema expressão com taxas elevadas de expressão, com características interessantes como a secreção da proteína-alvo para o meio de cultivo. Em paralelo, a otimização de parâmetros de produção pode auxiliar na busca de maior os níveis de expressão. No presente projeto, propomos o desenvolvimento de uma microalga recombinante nuclear para produzir hialuronidase, uma proteína com interesse terapêutico, utilizando um conjunto de técnicas de biologia molecular. (AU)