Busca avançada
Ano de início
Entree

Possível ação sinérgica de componentes da própolis sobre células de carcinoma de laringe humana (HEp-2): mecanismos de resistência e morte celular

Processo: 14/13245-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Maurício Sforcin
Beneficiário:Lívia Matsumoto da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ações farmacológicas   Produtos naturais   Própolis   Compostos fenólicos   Células tumorais   Neoplasias laríngeas

Resumo

Atualmente, a própolis produzida por Apis mellifera tem sido bastante estudada, devido às suas atividades biológicas, tais como antibacteriana, antiviral, antifúngica, antiinflamatória, imunomoduladora, antitumoral, dentre outras. A literatura científica apresenta dados referentes à ação dos extratos de própolis e de seus componentes isolados, mas o sinergismo entre seus constituintes ainda não foi investigado. Nosso projeto busca compreender a ação sinérgica de componentes fenólicos da própolis verificando sua ação inibitória sobre células do carcinoma epidermóide da laringe humana (HEp-2). Para isso, será analisada a ação de três componentes encontrados na própolis de nossa região (ácido cinâmico, ácido p-cumárico e ácido cafeico), e combinações destes constituintes serão testadas de acordo com a concentração presente na própolis, visando identificar a ação sinérgica que mais se assemelha à ação deste apiterápico. A morfologia externa e interna das células HEp-2 será avaliada por microscopia de transmissão após incubação com os componentes em diferentes períodos de tempo. Analisaremos também os mecanismos de resistência das células HEp-2 às variáveis, investigando a expressão de glicoproteína-P por imunofluorescência, e a possível ação apoptótica por citometria de fluxo por meio da marcação com anexina V. A abordagem etnofarmacológica, associada aos ensaios biológicos, poderá fornecer uma melhor compreensão do mecanismo de ação dos componentes da própolis, fornecendo novos subsídios para o surgimento de tratamentos alternativos ou associados àqueles já existentes frente às células tumorais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, LIVIA M.; FRION-HERRERA, YAHIMA; BARTOLOMEU, ARIANE R.; GORGULHO, CAROLINA MENDONCA; SFORCIN, JOSE M. Mechanisms involved in the cytotoxic action of Brazilian propolis and caffeic acid against HEp-2 cells and modulation of P-glycoprotein activity. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 69, n. 11, p. 1625-1633, NOV 2017. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Lívia Matsumoto da. Possível ação sinérgica de componentes da própolis sobre células de carcinoma de laringe humana (HEp-2) mecanismos de resistência e morte celular. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.