Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema de expressão transiente para caracterização funcional de promotores de cana-de-açúcar

Processo: 14/22849-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Glaucia Mendes Souza
Beneficiário:Sávio de Siqueira Ferreira
Supervisor no Exterior: Erich Grotewold
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ohio State University, Columbus, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:13/23048-9 - Análise funcional de promotores de cana-de-açúcar e sua variação alélica, BP.PD
Assunto(s):Cana-de-açúcar

Resumo

A cana-de-açúcar é uma gramínea C4 utilizada para produção de alimento e bioenergia. Apesar de sua importância, a biotecnologia para a cana-de-açúcar é menos avançada comparada a outras culturas importantes, principalmente devido à complexidade de seu genoma. A produção de plantas transgênicas é uma opção promissora para melhorar a tolerância a estresses, aumentar a produtividade, ou produzir variedades melhor adaptadas para a geração de bioenergia. Entretanto, a transformação da cana-de-açúcar é uma tarefa muito complicada e demorada. Neste projeto, é proposto o estabelecimento de um sistema de expressão transiente in vivo utilizando protoplastos para a caracterização funcional de promotores de cana-de-açúcar. Resultados anteriores mostraram a regulação positiva de vários genes em plantas submetidas a estresse por seca. O promotor de quatro genes induzidos por seca serão clonados em vetores de expressão contendo o gene repórter luciferase. Esses plasmídeos serão transfectados em protoplastos de cana-de-açúcar e essas células serão submetidas a estresse osmótico para identificar promotores ativos e induzidos por estresse pela detecção da expressão do gene repórter. Esses resultados serão importantes para diminuir o número de alvos de interesse para produção de plantas transgênicas, e o estabelecimento desse protocolo será útil para futuros trabalhos de caracterização funcional de genes e promotores pelo nosso grupo de pesquisa. (AU)