Busca avançada
Ano de início
Entree

Airkey: controle de acesso social utilizando dispositivos móveis

Processo: 14/24200-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Raul Mariano Cardoso
Beneficiário:Raul Mariano Cardoso
Empresa:Advance Soluções em Informática Ltda
Vinculado ao auxílio:14/50413-2 - Airkey: controle de acesso social utilizando dispositivos móveis, AP.PIPE
Assunto(s):Sistemas distribuídos   Sistemas embarcados   Controle de acesso   Dispositivos móveis   Computação em nuvem   Internet das coisas

Resumo

Orientar, coordenar e supervisionar a equipe nos seguintes objetivos macro do projeto: 1) determinar uma arquitetura para o sistema que cumpra aos requisitos de segurança, confiabilidade e escalabilidade necessários. É objetivo determinar a hierarquia de banco de dados assim como suas persistências nos dispositivos. Serão executadas as modelagens propostas pelo projeto IoT-A e a partir destes modelos, escolhas de design adequadas serão tomadas (Magerkurth, 2013) (Uckelmann, Harrison, & Michahelles, 2011); 2) desenvolver um protótipo de hardware que atenda aos requisitos de comunicação e conectividade conforme modelagem proposta no item 1 acima. Para tanto será utilizada a plataforma Arduino em conjunto com módulos de comunicação e controle (Arduino, 2013) (Houyou & Huth); 3) implementar um aplicativo na nuvem segundo modelo MVC que gerencie as aplicações embarcadas e ofereça dados para as aplicações móveis (as quais realizarão interface com os usuários). Nesta fase do projeto este software contará com os requisitos mínimos para testes de viabilidade técnica e comercial do produto. Aspectos de segurança e confiabilidade serão detectados e compreendidos em maior nível de detalhes, e este desenvolvimento apresentará continuidade nas próximas etapas do projeto com o objetivo de formatar o produto para o mercado (Play Framework, 2011); 4) implementar um aplicativo embarcado que se conecte a recursos na rede para oferecer serviços de controle de acesso aos usuários. Esta aplicação deverá prever um cliente web que permita configuração do dispositivo por através de requisições HTTP. Grande parte dos desafios da pesquisa e desenvolvimento do produto estão relacionadas a aplicação embarcada no que tange a confiabilidade, segurança e escalabilidade. Para esta etapa do projeto estes desafios serão considerados da modelagem às escolhas de design do sistema. Para as próximas etapas os desafios serão de fato superados para compor o produto final (Kranz, Holleis, & Schmidt, 2010); 5) implementar um aplicativo móvel que ofereça aos usuários interface simples e intuitiva de controle de acesso para os casos de uso previstos no projeto; 6) testar, medir e reconhecer pontos de melhoria do projeto em três estudos de caso distintos, segundo metodologia iterativa de testes e aproximação ao mercado (Blank, 2013). Ademais, irá garantir a entrega dos relatórios técnicos, artigos e publicações científicas, solicitações de fases posteriores e proteção à propriedade intelectual que este projeto de pesquisa e desenvolvimento resultará. (AU)