Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação de endotoxinas e sua relação com sinais e sintomas: sessão única x múltipla sessão - controle com TCFC após 1 ano de tratamento

Processo: 15/05397-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Marcia Carneiro Valera Garakis
Beneficiário:Cassia Cestari Toia
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/06266-0 - Incorporação de sinvastatina em scaffolds de nanofibras: propriedades físico-químicas e biológicas, BE.EP.MS
Assunto(s):Tomografia computadorizada de feixe cônico   Endotoxinas   Lesões periapicais

Resumo

Os objetivos do estudo são: a) quantificar endotoxinas e carga microbiana nas infecções endodônticas primárias, antes e após o preparo biomecânico (PBM) e uso de medicação intracanal (MIC) nos casos de sessão múltipla; b) relacionar níveis de endotoxinas e microrganismos com a volumetria da lesão periapical, através do uso de tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC), verificando relações com sinais e sintomas clínicos; c) relacionar os níveis com a volumetria dos canais radiculares; d) comparar a volumetria das lesões periapicais antes e após 1 ano do tratamento, nos casos de sessão única e sessão múltipla. Serão selecionados trinta dentes com necrose pulpar e lesão periapical que serão submetidos a TCFC. Após abertura coronária, será realizada coleta inicial para verificar presença de infecção nos canais radiculares. Será realizado PBM utilizando solução de NaOCl 2.5% e divididos em 3 grupos de acordo com o protocolo de tratamento (n=10): GI - Ca(OH)2: hidróxido de cálcio P.A. + solução salina fisiológica; GII - Ultracal: Pasta de Ca(OH)2 (Ultracal®), GIII - SU: tratamento em sessão única. Serão realizadas coletas do canal radicular após o PBM e após 14 dias de ação da MIC (sessão múltipla). Para as coletas serão realizados testes de atividade antimicrobiana por cultura microbiológica e análise da quantificação de endotoxinas pelo teste de Limulus. Será realizada a volumetria da destruição óssea periapical através da TCFC utilizando o software Nemotec®. Por fim, será realizado controle do tratamento endodôntico, para comparar a volumetria da lesão periapical antes e após 1 ano nos diferentes protocolos. Os dados serão analisados estatisticamente

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAVALLI, DAIANA; TOIA, CASSIA CESTARI; FLORES OROZCO, ESTEBAN ISAI; KHOURY, RAYANA DUARTE; DA ROSA CARDOSO, FLAVIA GOULART; ALVES, MARCELO CORREA; TALGE CARVALHO, CLAUDIO ANTONIO; VALERA, MARCIA CARNEIRO. Effectiveness in the Removal of Endotoxins and Microbiological Profile in Primary Endodontic Infections Using 3 Different Instrumentation Systems: A Randomized Clinical Study. JOURNAL OF ENDODONTICS, v. 43, n. 8, p. 1237-1245, AUG 2017. Citações Web of Science: 7.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TOIA, Cassia Cestari. Tratamento endodôntico em sessão única x múltiplas sessões : correlação do sucesso após 1 ano de tratamento com níveis de endotoxinas, carga microbiana e sinaissintomas. 2017. 127 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Instituto de Ciência e Tecnologia (Campus de São José dos Campos)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.