Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação experimental da utilização de bioplásticos como material suporte para o desenvolvimento de biofilme e consequente remoção de fósforo de ambiente hipereutrofizado (Lago das Garças, SP)

Processo: 15/20663-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Tatiane Araujo de Jesus
Beneficiário:Ana Carolina Ricardo da Costa
Instituição-sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia ambiental   Sustentabilidade   Biofilmes   Remediação ambiental   Eutrofização   In situ   Experimentação   Região metropolitana

Resumo

A eutrofização de corpos d'água é um problema ambiental que afeta diversos reservatórios utilizados para abastecimento público na Região Metropolitana de São Paulo, bem como no mundo. Este fenômeno pode acarretar em prejuízos socioambientais que ocasionam a degradação da qualidade da água e elevação do custo de seu tratamento visando à potabilidade. A eutrofização vem sendo acelerada pelas ações humanas e, sabe-se que, mesmo cessadas as fontes externas de nutrientes, os sedimentos podem continuar liberando-os para a coluna d'água. Desse modo, o presente projeto tem por objetivo desenvolver estudo experimental in situ, em ambiente hipereutrofizado (Lago das Garças, SP) a fim de testar diferentes substratos (bioplásticos) para a colonização por biofilme e consequente acúmulo de nutrientes, em especial o fósforo total (PT). Serão realizados experimentos utilizando 3 bioplásticos (PLA: Poli ácido lático; PHB: Polihidroxibutirato; e termoplástico de amido) e um material de referência (PET: Politereftalato de etileno), os quais serão dispostos sob a forma de placas de 50 cm2 de área superficial, colocadas em suporte em PVC (Policloreto de Vinila) no Lago das Garças. O experimento será conduzido em triplicata (n = 3) com duração de 1 mês em 2 períodos distintos (SECA e CHUVA) e em 2 regiões distintas (pelágica e litorânea), sendo que, a cada 7 dias, uma placa de cada substrato será removida para análise dos teores de PT acumulados. Trata-se de proposta pioneira e que pode contribuir para o desenvolvimento de tecnologia verde e de baixo custo de remediação de ecossistemas aquáticos continentais eutrofizados.