Busca avançada
Ano de início
Entree

Suporte no fluxo de síntese, layout digital e testes experimentais do ASIC de aquisição e processamento digital de sinais para o Time Projection Chamber do experimento ALICE (CERN)

Processo: 15/23337-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Medidas Elétricas, Magnéticas e Eletrônicas, Instrumentação
Pesquisador responsável:Wilhelmus Adrianus Maria van Noije
Beneficiário:Dionisio de Carvalho
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/12664-3 - Desenvolvimento de instrumentação científica para o experimento ALICE do LHC-CERN, AP.ESP
Assunto(s):Circuitos integrados   Processamento digital de sinais   CMOS   Detecção de partículas   Time projection chamber   Grande Colisor de Hádrons   Experimento ALICE

Resumo

ALICE (A Large Ion Collider Experiment) é um dos quatro grandes experimentos do acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider) instalado no laboratório europeu CERN (European Organization for Nuclear Research). Um programa de atualizações desse experimento acaba de ser aprovado pelo comitê gestor do acelerador LHC. Entre as atualizações planejadas para os próximos anos de funcionamento do experimento ALICE, está a melhoria na resolução e eficiência do rastreamento de partículas produzidas em colisões entre íons pesados, mantendo a excelente capacidade de identificação de partículas para uma taxa de leitura de eventos significativamente maior em relação à atual e permitindo o estudo de observáveis raros que devem permitir um avanço significativo na compreensão da matéria nuclear. Para se alcançar esse objetivo, entre outras ações, é preciso atualizar a eletrônica de leitura dos sinais de diversos detectores do experimento ALICE como o Time Projection Chamber (TPC) e os Muon Tracking Chambers (MCH). O detector TPC é o principal dispositivo do experimento ALICE para o rastreamento e identificação de partículas carregadas, enquanto o MCH permite a medida de múons próxima à direção do feixe. A principal modificação a ser feita na eletrônica desses detectores consiste na criação de um novo ASIC (Application Specific Integrated Circuit) que será instalado na eletrônica de front-end com o objetivo de amplificar, converter e filtrar o sinal digital gerado por esses detectores. E para que o TPC alcance a taxa de leitura de eventos requerida, também é necessária a migração dos sensores tipo MWPC (Multi Wire Proporcional Chamber) para GEM (Gas Electron Multiplier). Neste projeto, propõem-se a realização sob completa responsabilidade dos grupos brasileiros do design, simulação, prototipagem, teste experimental, validação e fabricação desse novo ASIC que funcionará nas novas condições impostas pelo LHC, com menor consumo de potência comparado com a versão anterior do chip, e que possa operar em ambientes submetidos à radiação. Concomitantemente, também propõem-se a realização de pesquisa e desenvolvimento para a utilização dos sensores tipo GEM no TPC do experimento ALICE, e o desenvolvimento de outras aplicações desse dispositivo em colaboração com pesquisadores do IPEN (Instituo de Pesquisas de Energéticas e Nucleares) e outros grupos do Departamento de Física Nuclear da USP. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.