Busca avançada
Ano de início
Entree

Revestimento de nanotubos de carbono com dióxido de titânio (TiO2)

Processo: 16/11243-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Gilmar Patrocínio Thim
Beneficiário:Karla Faquine Rodrigues
Instituição-sede: Divisão de Engenharia Mecânica (IEM). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Catalisadores   Nanotubos de carbono   Materiais compósitos   Dióxido de titânio

Resumo

Os nanotubos de carbono (CNTs) são materiais de estruturas ocas formadas por folhas de grafenos enroladas na forma de cilindro, com diâmetros nanométricos. Eles têm despertado a atração de muitos pesquisadores, devido as suas excelentes propriedades elétricas, químicas, mecânicas e térmicas, bem como por possuírem uma estrutura única, com uma alta área superficial e sítios ativos de alta qualidade.O dióxido de titânio (TiO2) é uma substância com surpreendentes propriedades. Assim como os CNTs tem atraído a atenção para várias aplicações. Ele é um excelente óxido semicondutor, possui baixo custo, estabilidade química, alta atividade catalítica e resistência à corrosão em ambientes biológicos.Quando os CNTs são revestidos por TiO2 formam nanocompósitos, cuja combinação melhora ainda mais as suas propriedades individuais. Por exemplo, eles apresentam capacidade fotocatalítica superior ao TiO2 puro, maior eficiência na conversão fotoelétrica. CNTs inseridos em matrizes poliméricas melhoram as propriedades mecânicas e elétricas da mesma.Este trabalho visa à obtenção de CNTs revestidos com uma camada uniforme e de espessura controlável de TiO2. Com o intuito de formar nanocompósitos com melhores propriedades mecânicas e catalíticas. É importante frisar que este projeto de pesquisa visa somente à obtenção dos CNTs revestidos. A preparação de nanocompósitos, assim como a sua caracterização catalítica e mecânica, será feita por outros pesquisados do nosso grupo de pesquisa.Os nanomateriais de CNT-TiO2 serão caracterizados por: Espectroscopia Raman, Microscopia Eletrônica de Varredura de Alta Resolução (FEG), Difração de Raios-X (DRX), Espectroscopia Vibracional no Infravermelho (FTIR), Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET) e Análise Termogravimétrica (TGA).