Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogeografia comparada de peixes de água doce da Mata Atlântica: uma análise multilocus de representantes da família Characidae (Teleostei: Characiformes)

Processo: 16/03966-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2016
Vigência (Término): 29 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Naercio Aquino Menezes
Beneficiário:Priscila Camelier de Assis Cardoso
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Demografia histórica   Conservação   Bacia do leste   Biogeografia

Resumo

A filogeografia comparada é um interessante ramo da filogeografia, definido como o estudo dos efeitos da história evolutiva e biogeografia sobre a distribuição da variação genética de espécies co-distribuídas. A Mata Atlântica (MA) representa um dos mais importantes e ameaçados hotspots de biodiversidade do mundo, caracterizada por possuir alta diversidade e endemismo de organismos. A história evolutiva da MA é complexa, mas estudos filogeográficos de táxons distintos poderão ser úteis ao entendimento dos processos evolutivos ocorridos neste domínio. Embora os trabalhos desenvolvidos com a biota terrestre representem avanço considerável para o reconhecimento de padrões filogeográficos na MA, estudos envolvendo a biota aquática são raríssimos. Já que os peixes de água doce estão restritos às drenagens onde ocorrem, é esperada uma forte relação histórica entre eles e as bacias hidrográficas que os abrigam, o que torna o grupo um modelo interessante para estudos filogeográficos. Até o momento, os poucos trabalhos publicados de filogeografia de peixes da MA incluíram grupos com distribuição muito restrita e nenhum padrão mais geral foi proposto. Este projeto pretende realizar um estudo de filogeografia comparada multilocus, que pretende investigar, descrever e analisar o padrão filogeográfico de espécies de peixes de Characidae, uma das maiores famílias e mais amplamente distribuída em rios e riachos ao longo da MA. Esta abordagem possibilitará detectar se há um padrão geral para o domínio, se existem descontinuidades filogeográficas nos rios da MA e se há padrões compartilhados com a biota terrestre. A compilação destes dados será crucial para subsidiar um entendimento mais completo da história evolutiva da MA e sua conservação.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZANATA, ANGELA M.; BURGER, RAFAEL; CAMELIER, PRISCILA. Two new species of Astyanax Baird & Girard (Characiformes: Characidae) from the upper rio Paraguacu basin, Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. Zootaxa, v. 4438, n. 3, p. 471-490, JUN 22 2018. Citações Web of Science: 3.
CAMELIER, P.; DAGOSTA, F. C. P.; MARINHO, M. M. F. New remarkable sexually dimorphic miniature species of Hyphessobrycon (Characiformes: Characidae) from the upper Rio Tapajos basin. Journal of Fish Biology, v. 92, n. 4, p. 1149-1162, APR 2018. Citações Web of Science: 2.
CAMELIER, PRISCILA; MENEZES, NAERCIO AQUINO; COSTA-SILVA, GUILHERME JOSE; OLIVEIRA, CLAUDIO. Molecular and morphological data of the freshwater fish Glandulocauda melanopleura (Characiformes: Characidae) provide evidences of river captures and local differentiation in the Brazilian Atlantic Forest. PLoS One, v. 13, n. 3 MAR 26 2018. Citações Web of Science: 2.
CAMELIER, PRISCILA; MENEZES, NAERCIO AQUINO; COSTA-SILVA, GUILHERME JOSE; OLIVEIRA, CLAUDIO. Molecular phylogeny and biogeographic history of the Neotropical tribe Glandulocaudini (Characiformes: Characidae: Stevardiinae). Neotropical Ichthyology, v. 16, n. 1, p. -, 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.