Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação dos resultados simulados do MIRE com as medidas de satélites usando o método de rádio ocultação

Processo: 17/01332-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Inez Staciarini Batista
Beneficiário:Láysa Cristina Araújo Resende Chagas
Supervisor no Exterior: Jens Wickert
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Helmholtz Centre Potsdam (GFZ), Alemanha  
Vinculado à bolsa:14/11198-9 - Análise do efeito de campos elétricos perturbados nas camadas es em regiões equatoriais e de baixas latitudes, BP.PD
Assunto(s):Aeronomia   Vento   Maré   Ondas

Resumo

É bem aceito que a formação das camadas Es ocorre devido ao mecanismo de cisalhamento de ventos, onde íons metálicos convergem em uma camada fina pela ação de ventos de marés em direções opostas. Embora muitos trabalhos já tenham sido publicados na literatura analisando os mecanismos teóricos e dados observacionais da formação de camadas Es, algumas questões como os ventos de maré, as ondas planetárias e as ondas de gravidade influenciam nas camada Es ainda não foram respondidas completamente. A candidata vem aprimorando uma versão anterior de um modelo teórico para a região E (MIRE - Carrasco et al., 2007) capaz de simular a dinâmica da camada Es considerando a influência de ventos e campos elétricos para regiões baixas e equatoriais. Até o momento, o modelo foi validado comparando apenas os resultados simulados com dados observacionais provindos de um radar de alta frequência, a Digissonda. Entretanto, algumas discrepâncias entre os dados simulados e os dados observacionais foram encontradas, tais como: a altura de formação da camada Es, a ruptura/formação da camada Es sob a influência de campos elétricos perturbados e a divergência na densidade eletrônica em determinados horários. Nesse contexto, os dados disponíveis no INPE não serão capazes de fornecer informações suficientes para aprimorar o modelo MIRE. Assim, não é possível verificar quais comportamentos físicos devem ser melhorados nas simulações para que os resultados possam ser mais realistas. Atualmente, o método mais promissor na obtenção das camadas Es é referente aos dados obtidos a partir de medições de rádio ocultação dos sistemas globais de navegação por satélite (GNSS). Estes dados são capazes de obter a densidade da camada Es usando uma técnica desenvolvida no instituto Helmholtz Center Potsdam, na Alemanha. Essas informações seriam suficientes para validar e melhorar as simulações do modelo MIRE. Assim, propõe-se neste projeto de 3 meses realizar um estudo comparativo dos nossos resultados de simulação com as medidas de satélite acima mencionadas no instituto em que se desenvolveu esta técnica. Acredita-se que os resultados obtidos proporcionará uma melhor compreensão da dinâmica da camada Es nas regiões equatoriais e de baixa latitude e melhorará significativamente a precisão do modelo MIRE. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RESENDE, LAYSA C. A.; ARRAS, CHRISTINA; BATISTA, INEZ S.; DENARDINI, CLEZIO M.; BERTOLLOTTO, THAINA O.; MORO, JULIANO. Study of sporadic E layers based on GPS radio occultation measurements and digisonde data over the Brazilian region. Annales Geophysicae, v. 36, n. 2, p. 587-593, APR 3 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.