Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito preventivo de preparações com Ilex paraguariensis (chimarrão, terere e chá mate) contra os danos causados pelo consumo crônico de etanol: análise comparativa da tecnologia de preparo, perfil químico e avaliação do efeito e segurança terapeutica

Processo: 17/03598-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcos José Salvador
Beneficiário:Mariana Mesquita Fonseca
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hepatotoxicidade   Álcool   Ilex paraguariensis   Antioxidantes

Resumo

Alcoolismo é definido pela 10ª edição da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), da Organização Mundial da Saúde (OMS), como um conjunto de fenômenos comportamentais, cognitivos e fisiológicos que se desenvolvem após o uso repetido de álcool, sendo considerado também uma doença psiquiátrica. A OMS estima que haja em todo o mundo 140 milhões de pessoas com alcoolismo e no Brasil, a média de consumo é superior a global, sendo que é documentado em literatura que 53% da população adulta admite consumir bebidas alcoólicas. Neste sentido pesquisas devem ser encorajadas tanto para melhor se entender os mecanismos biológicos do alcoolismo, bem como para a busca de recursos terapêuticos e com vistas a desintoxicação. Ilex paraguariensis é uma planta nativa da América do Sul de ocorrência natural no Brasil, utilizada na medicina popular e matéria prima para bebidas amplamente consumidas, como o chimarrão, terere e chá mate. Apresenta como constituintes majoritários substâncias fenólicas, saponinas e metilxantinas. No entanto, sabe-se que a composição do seu extrato pode ser influenciada por processos como a secagem da planta (chimarrão) e a torrefação (chá mate), bem como pelo procedimento de preparação da bebida (tempo de infusão e temperatura da água). Conhecida por sua atividade antioxidante, recentemente efeitos sobre a inibição da glicação, ação hipocolesterolêmica, atividades relacionadas a saúde cardiovascular, auxilio no sistema de reparo do DNA e efeitos neuroprotetores, também foram atribuídos aos extratos desta planta. Além disso, há estudo demonstrando que extrato proveniente da erva torrada comercial incorporado a ração apresentou efeito protetor sobre alguns danos hepáticos causados pelo consumo de etanol em ratos. Assim este trabalho de doutorado tem por objetivo geral investigar o efeito preventivo de preparações com I. paraguariensis (chimarrão, terere e chá mate) contra os danos causados pelo consumo crônico de etanol, incluindo análise comparativa da tecnologia de preparo, do perfil químico e a avaliação do efeito e segurança terapêutica. Para tanto buscar-se-á realizar um estudo fitoquímico comparativo entre os extratos aquosos de I. paraguariensis obtidos pela técnica de preparo de chimarrão, terere e chá mate, analisando-se a composição química de cada preparação (CG-MS, HPLC-UV/DAD-ESI/MS), além da avaliação da atividade antioxidante e anti-inflamatória in vitro em investigação de triagem. A partir do extrato mais promissor em termos da atividade antioxidante e anti-inflamatória, investigar-se-ão os seus efeitos citotóxicos e genotóxicos in vitro em culturas celulares (NIH-3T3, AML-12, PC12) e in vivo com o uso de modelo animal (ratos Wistar), de maneira a se avaliar o seu efeito preventivo contra os danos causados pelo consumo crônico de etanol. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA, ADSON S.; AMORIM, MAGALI S.; FONSECA, MARIANA M.; SALVADOR, MARCOS J.; DE SA, EDUARDO L.; STEFANELLO, MARIA ELIDA A. A New Cytotoxic Naphthoquinone and Other Chemical Constituents of Sinningia reitzii. Journal of the Brazilian Chemical Society, v. 30, n. 10, SI, p. 2060-2065, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
ADSON S. SILVA; MAGALI S. AMORIM; MARIANA M. FONSECA; MARCOS J. SALVADOR; EDUARDO L. DE SÁ; MARIA ÉLIDA A. STEFANELLO. A New Cytotoxic Naphthoquinone and Other Chemical Constituents of Sinningia reitzii. Journal of the Brazilian Chemical Society, v. 30, n. 10, p. 2060-2065, Out. 2019.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.