Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de software de processamento de imagens

Processo: 17/14241-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Jorge Augusto de Bonfim Gripp
Beneficiário:Isadora Martini Coelho
Empresa:Autaza Tecnologia Ltda
Vinculado ao auxílio:16/08361-0 - Inspeção automática de qualidade de superfícies para avaliação quantitativa de chapas estampadas na indústria automotiva, AP.PIPE
Assunto(s):Visão computacional   Inteligência artificial   Processamento de imagens   Desenvolvimento de software

Resumo

O software de identificação de defeitos deve ser capaz de transformar a imagem capturada em um conjunto de curvas, cada uma correspondente a uma das franjas de luz refletidas sobre a peça inspecionada e identificar uma variação do padrão destas curvas decorrente de um possível defeito. O processamento de imagem inicia-se pela binarização da imagem, que é a separação dos pixels que pertencem às franjas claras do restante da imagem, mais escuro. Em um segundo momento, cada franja é afinada, de forma que seja representada por uma curva com apenas um pixel de largura. Ao longo de cada uma destas curvas, cada uma representando uma franja, é calculada a curvatura. O defeito é correlacionado com uma variação abrupta da curvatura da franja. Os defeitos de superfície procurados na inspeção ocasionam uma ondulação de tamanho mediano na franja. Deste modo, variações da curvatura decorrentes da geometria (baixa frequência) e da rugosidade da peça (ruído de alta frequência) são retiradas através de filtros apropriados. (AU)