Busca avançada
Ano de início
Entree

Modos de morar, modas de decoração: produtores, clientes e mercadorias na São Paulo do meio do Século XX

Processo: 17/11458-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Ana Lucia Duarte Lanna
Beneficiário:Camila Gui Rosatti
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/23451-1 - Capitais culturais e circulação internacional do design moderno: contribuições teóricas, metodológicas e arquivo, BE.EP.PD
Assunto(s):Modernidade   São Paulo

Resumo

Esta pesquisa visa produzir uma análise sobre a oferta e o consumo de produtos e serviços que integraram o amplo mercado da arquitetura, artes, decoração e conforto doméstico na cidade de São Paulo entre os anos 1940 e 1960. Esse espaço social será analisado como um mercado de bens simbólicos, isto é, um espaço social diferenciado com segmentações e disputas, no qual atuaram diversos agentes, entre os quais, arquitetos, designers, artesãos, decoradores e comerciantes de artes e artefatos. Esses profissionais, dotados de saberes especializados, competências técnicas e disposições artísticas, pretenderam produzir modelos de habitação, diretrizes de gosto e repertórios estéticos que representam diferentes estilos de vida. Além do exame da diferenciação dos agentes, dos produtos e das representações ofertadas, propõe-se compreender a dimensão territorial desse mercado. A partir de uma série de dados geográficos fornecidos por fontes variadas (cadastros comerciais, listas telefônicas, jornais, revistas, publicações especializadas), serão mapeados os endereços profissionais desses agentes, atentando-se para os modos de inscrição no espaço urbano. Mobilizando abordagem quantitativa e qualitativa, a pesquisa ambiciona explicitar as condições históricas de consumo de bens artísticos e comerciais ligados ao espaço doméstico, tendo em vista as relações entre segmentações sociais, hierarquias simbólicas, diferenciações espaciais e circulações internacionais. Este estudo de pós-doutorado está vinculado ao grupo de pesquisa propositor do Projeto Temático "Figurações de São Paulo: cidade, cultura e experiência urbana no século XX", e a ele se filia no objetivo mais amplo de aprofundar a compreensão da experiência de modernidade da metrópole paulistana. Na mesma direção, ambiciona abarcar três escalas de investigação - casa, rua e bairro - assumindo que esses eixos permitem melhor caracterizar as configurações espaciais dos modos de habitar e de se apropriar da cidade.