Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia, traços funcionais e a evolução da dormência nas sementes de cerrado

Processo: 17/27100-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Leonor Patricia Cerdeira Morellato
Beneficiário:Diego Fernando Escobar Escobar
Supervisor no Exterior: Rafael Rubio de Casas
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Granada (UGR), Espanha  
Vinculado à bolsa:14/21430-6 - Fenologia da dispersão e estratégias de germinação de sementes de plantas lenhosas e herbáceas no cerrado, BP.DR
Assunto(s):Fenologia   Ecofisiologia vegetal   Germinação   Propagação vegetal   Savana

Resumo

Em ecossistemas sazonais a germinação das sementes no começo da estação chuvosa é de vital importância no recrutamento das plantas, já que maximiza o período favorável ao estabelecimento, permitindo que as plântulas possam suportar as condições de baixa disponibilidade hídrica durante a próxima estação seca. Em tais ecossistemas o momento no qual as sementes germinam é regulado pela relação entre fenologia da frutificação e dormência das sementes. No entanto, as relações entre as classes de dormência, traços funcionais e filogenia são pobremente entendidas. Por tanto, foi determinada a estação e síndrome de dispersão, forma de crescimento, peso fresco e classe de dormência das sementes de 83 espécies de 26 famílias de savana neotropical (cerrado), com o objetivo geral de avaliar como os traços funcionais das espécies e sua história filogenética têm moldado a dormência (presencia e classe) no cerrado. Especificamente pretendemos: (1) descrever a evolução do síndrome e estação de dispersão, forma de crescimento, peso fresco e classe de dormência das sementes no cerrado, determinando se apresentam um sinal filogenético; (2) determinar a importância relativa dos traços funcionais e da filogenia na evolução da dormência no cerrado (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.