Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação diária de ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 e aspirina nos parâmetros inflamatórios de pacientes com periodontite agressiva generalizada: estudo piloto

Processo: 18/02161-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Mauro Pedrine Santamaria
Beneficiário:Tayná Lopes da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite agressiva   Ácido acetilsalicílico   Ácidos graxos insaturados   Ácidos graxos ômega-3   Microbiota

Resumo

A periodontite é uma inflamação que leva a destruição dos tecidos gengival e periodontal. Dentre as formas de doença periodontal, a periodontite agressiva (PAg) apresenta a mais rápida taxa de progressão e afeta indivíduos jovens e sistemicamente saudáveis. Apesar dos estudos mostrarem que a associação de um antimicrobiano à terapia mecânica promove melhores resultados, o uso em grande escala de agentes antibióticos pode gerar resistência na microbiota periodontal. Portanto, outras formas de terapia precisam ser desenvolvidas. Em pacientes portadores de PAg a variação interindividual em resposta à terapia tende a ser generalizada. Desse modo, pesquisas envolvendo modulação das respostas inflamatórias do hospedeiro podem ser de grande valia para esses pacientes. Recentemente, a suplementação diária de ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 e aspirina foi proposta como terapia adjunta ao tratamento de periodontite crônica, demonstrando bons resultados clínicos. A aspirina mostrou bons resultados por induzir a produção de lipoxinas gatilhadas por aspirina, que são mais bioativas do que lipoxinas comuns e possuem melhores propriedades resolutivas da inflamação. Estudos mostraram que ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 servem de substrato para conversão enzimática de mediadores lipídicos chamados de resolvinas e protectinas, os quais apresentam grande potencial de ações protetivas e pró-resolutivas em doenças inflamatórias, como na periodontite. Assim, o objetivo do presente estudo piloto será avaliar o efeito da suplementação diária de 3 g de ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 e de 100 mg de aspirina por um período de 90 dias nos parâmetros inflamatórios de pacientes com periodontite agressiva generalizada. Serão selecionados 20 pacientes que terão avaliados profundidade de sondagem, índice gengival e PISA no baseline e 3 meses após a terapia. (AU)