Busca avançada
Ano de início
Entree

Membranas de celulose bacteriana modificadas superficialmente com plasma para aplicação na engenharia tecidual

Processo: 18/14840-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Luis Henrique Montrezor
Beneficiário:Luíz Guilherme Dércore Benevenuto
Instituição-sede: Universidade de Araraquara (UNIARA). Associação São Bento de Ensino. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia tecidual   Biotecnologia   Sobrevivência celular   Proliferação celular   Celulose bacteriana   Osteoblastos   Plasma (líquidos corporais)

Resumo

Com o progresso da medicina regenerativa, a utilização de biopolímeros na engenharia de tecidos (ET) vem sendo diariamente empregada no campo biomédico. Todavia, a utilização de biomateriais neste campo, dependerá das propriedades físico-químicas do substrato, que influenciarão na capacidade de interação deste com as células cultivadas em sua superfície, bem como sua interação com o organismo ao qual for empregado. A celulose bacteriana, tem sido utilizada em diversas aplicações médicas, apresenta ótima maleabilidade, hidrofilicidade e resistência mecânica além de ser biocompatível, o que garante seu potencial na ET como substituto temporário de pele, suporte para interação e liberação de fármacos e suporte para crescimento de tecidos. Logo, a utilização deste substrato ligado a reparação de tecidos biológicos, passa a depender de questões ligadas a celularização de sua superfície e viabilidade celular, já que estudos anteriores comprovaram sua não toxicidade ao organismo. Tratamentos superficiais com plasma tem se apresentado como uma maneira econômica e eficiente de se ajustar as propriedades físicas de um biomaterial, sendo utilizado para aprimorar as condições de adesão e proliferação celular, por meio da inserção de seus grupos químicos na área superficial tratada. Desta maneira, afim de contribuir para melhoria química da superfície dos substratos, garantindo o controle de adesão e proliferação celular, o presente trabalho tem por finalidade a modificação superficial, de modo a avaliar a celularização da membrana de celulose bacteriana em superfície modificada com plasma atmosférico frio. As amostras serão caracterizadas por ensaios físico-químicos para análise da viabilidade celular e quantificação da mineralização das células cultivadas em sua superfície ao final de cada período de cultura, sendo as superfícies das biomembranas observadas por microscopia eletrônica de varredura.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)