Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento resistido dinâmico, isométrico e combinado (dinâmico + isométrico) na função e regulação cardiovascular de repouso e pós-exercício em homens hipertensos medicados

Processo: 18/12390-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Cláudia Lúcia de Moraes Forjaz
Beneficiário:Rafael Yokoyama Fecchio
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pressão sanguínea   Fisiologia do exercício   Musculação   Treinamento de força   Hipertensão   Homens

Resumo

O efeito do Treinamento Resistido (TR) Dinâmico (TRD) sobre a Pressão Arterial (PA) ainda é controverso, com alguns estudos sugerindo uma redução significante. Outros estudos indicam um importante efeito hipotensor do TR isométrico (TRI), mas esses achados em hipertensos, restringe-se ao TRI com handgrip (TRI_h), que possui benefícios musculoesqueléticos limitados. Dessa forma, a combinação do TRI-h com o TRD num protocolo de TR Combinado (TRC) poderia potencializar o efeito hipotensor do TR, trazendo também benefícios musculoesqueléticos globais. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar e comparar, em hipertensos, os efeitos do TRD, TRI_h e TRC sobre a PA de repouso e seus mecanismos, bem como sobre a resposta dessas variáveis após uma sessão aguda de TR. Para completar, será avaliado o efeito dos 3 treinamentos na força muscular. Para isso, 80 homens hipertensos medicados serão aleatoriamente alocados em 4 grupos: TRD (8 exercícios resistidos, 3 séries até a fadiga moderada com 50-60% de 1RM), TRI_h (4 séries de 2 min de handgrip em 30% da CVM), TRC (TRD seguido do TRI-h) e controle (CON - 30 min de alongamentos). As intervenções serão conduzidas 3x/semana, por 10 semanas. No início e no final do estudo, será avaliada a força muscular e a PA (auscultatória, fotopletismográfica e de 24h) e seus mecanismos hemodinâmicos sistêmicos (reinalação de CO2), hemodinâmicos locais (fluxo sanguíneo e dilatação fluxo mediada por ultrassonografia) e autonômicos (variabilidade da frequência cardíaca e da pressão arterial) em repouso pré-exercício e após uma sessão de exercício resistido realizada com o protocolo de treinamento de cada grupo (GTRD, GTRI_h, GTRC) e após um período de repouso sentado no grupo CON. Para a análise dos dados serão utilizadas ANOVAs mistas com o teste de "post-hoc" de Newman-Keuls e adotando-se um valor de p>0,05. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.