Busca avançada
Ano de início
Entree

Revestimento em células fotovoltaicas comerciais com matriz de silício dopado com íons Eu3+, Er3+ e Yb3+

Processo: 18/22428-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Eduardo José Nassar
Beneficiário:Jéssica Potomatti Batista
Instituição-sede: Reitoria. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Células solares   Processo sol-gel   Materiais   Demanda energética   Fontes renováveis de energia   Energia solar   Eficiência energética

Resumo

Devido ao progresso tecnológico e ao avanço do desenvolvimento humano, a demanda energética vem aumentando e demonstra a necessidade da utilização de novas fontes renováveis de energia. O Brasil é um país que possui altos índices de radiação solar e, embora seja uma excelente fonte de energia, a energia solar é utilizada apenas como fonte alternativa devido a sua baixa eficiência quando se comparada com outras fontes energéticas. O principal motivo para a sua baixa eficiência é devido à pequena faixa absorção nos comprimentos de onda, sendo mais sensíveis no intervalo de 600 nm a 900 nm. Este projeto tem como objetivo realizar revestimento por dip-coating em células solares comerciais de silício policristalino pelo processo sol-gel com matriz de silício dopado com os íons lantanóides Eu3+, Er3+ e Yb3+. Os íons Eu3+ e Er3+ apresentam intensa emissão na região vermelha do espectro eletromagnético, região de interesse para as células fotovoltaicas, o íon Yb3+ é um excelente sensibilizador para que os íons lantanóides, promover a conversão ascendente de energia. Desta forma, a luz emitida e intensificada na região do vermelho será absorvida pela célula fotovoltaica aumentando a sua eficiência de conversão de energia solar em elétrica. As caracterizações serão realizadas através de espectroscopia vibracional (FTIR e Raman) e eletrônica (UV-Vis e fotoluminescência), difração de raios X (DRX) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Já as caracterizações elétricas serão realizadas através de um multímetro digital utilizando-se como fonte de iluminação matrizes de LED. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BATISTA, JESSICA P.; DA SILVA, HENRIQUE J.; ROCHA, LUCAS A.; NASSAR, EDUARDO J. Glass slides or solar cells. Which are better to improve solar energy efficiency?. JOURNAL OF MATERIALS SCIENCE-MATERIALS IN ELECTRONICS, v. 32, n. 11, p. 15151-15159, JUN 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.