Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de RNA recombinante em Escherichia coli para induzir silenciamento gênico contra pragas e patógenos de plantas por meio de um sistema derivado do eggplant latent viroid (ELVd)

Processo: 19/20746-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 06 de setembro de 2020
Vigência (Término): 05 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Marcelo Eiras
Beneficiário:Marcelo Eiras
Anfitrião: Jose-Antonio Daros
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Instituto de Biología Molecular y Celular de Plantas (IBMCP), Espanha  
Vinculado ao auxílio:17/50334-3 - Plano de Desenvolvimento Institucional em Pesquisa (PDIp): modernização e adequação de unidades multiusuárias estratégicas do Instituto Biológico, AP.PDIP
Assunto(s):Controle   Vírus de plantas   Biotecnologia   Biologia molecular   Nanotecnologia

Resumo

Os viroides são minúsculos RNAs capazes de infectar plantas, podendo causar doenças, algumas delas de grande relevância econômica. Esses patógenos não codificam proteínas próprias, mas recrutam fatores, estruturas e rotas do hospedeiro para completar seu ciclo infeccioso. Há cerca de 30 espécies de viroides classificadas em duas famílias: Avsunviroidae e Pospiviroidae. Recentemente, o grupo de pesquisa liderado pelo Dr. José-Antonio Daròs, pesquisador do Instituto de Biologia Molecular e Celular de Plantas, do Conselho Superior de Investigações Científicas - Universidade Politécnica de Valencia, Espanha, desenvolveu um sistema baseado em elementos da biologia dos viroides, particularmente o eggplant latent viroid (ELVd; Avsunviroidae), para produzir grandes quantidades de RNA recombinante em Escherichia coli, sendo reconhecido como um sistema experimental potente e versátil para se estudar, tanto a biologia desses patógenos como aspectos biotecnológicos para o desenvolvimento de estratégias de controle de pragas e doenças. Vale destacar que o Dr. Daròs, além de liderar um dos principais grupos de pesquisa que estuda fatores do hospedeiro que interagem com vírus e viroides com vistas ao desenvolvimento de ferramentas biotecnológicas para o controle de pragas e doenças, colabora há mais de 10 anos com o grupo do Dr. Marcelo Eiras do Instituto Biológico. O objetivo principal deste projeto consistirá na utilização de um sistema derivado do ELVd para produzir RNAs de cadeia dupla (dsRNAs) capazes de induzir silenciamento gênico contra pragas e patógenos de plantas. Portanto, para viabilizar o uso dessa tecnologia, pretende-se: (i) otimizar as condições de produção e purificação de dsRNA a partir do sistema derivado do ELVd; (ii) avaliar estratégias para administrar os dsRNAs em plantas utilizando nanomateriais; e (iii) avaliar a capacidade protetora dos dsRNAs (via silenciamento gênico) contra vírus e fungos que infectam plantas e contra insetos praga das plantas. Esta solicitação de bolsa de pesquisa no exterior visa ao desenvolvimento desses trabalhos sob a supervisão do Dr. Daròs, com a finalidade de alinhar essa metodologia inovadora às necessidades da agricultura brasileira, trazendo novas estratégias para um controle efetivo e duradouro de pragas e patógenos de plantas. Além disso, com o intercâmbio, espera-se consolidar e ampliar a internacionalização das linhas de pesquisa realizadas no Instituto Biológico.