Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e consumo de CH4 no ecossistema tropical, através de fluxos, perfis verticais de CH4 e suas composições isotópicas 13C e D

Processo: 19/26400-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Convênio/Acordo: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:Tsai Siu Mui
Beneficiário:Andreas Braendholt
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50320-4 - Dimensões US-BIOTA - São Paulo: pesquisa colaborativa: integrando as dimensões da biodiversidade microbiana ao longo de áreas de alteração do uso da terra em florestas tropicais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Metano   Composição isotópica   Ecossistema tropical   Amazônia

Resumo

Este projeto é orientado pela questão: "A integração das dimensões da função de produção e consumo de metano nos permitirá prever o efeito da mudança do uso da terra no ciclo CH4". Esta proposta visa avaliar aspectos da produção de metano, medindo a taxa de produção ou a concentração de metano no solo. Não obstante, é objetivo verificar como esta taxa/concentração varia com a disponibilidade do substrato e as condições ambientais ou ao longo do tempo, para determinar a sensibilidade da produção de metano às mudanças. A composição isotópica do fluxo ou do gás do solo pode ser utilizada para inferir a contribuição relativa de diferentes caminhos bioquímicos na produção de metano em um determinado local. Em conjunto, essas abordagens podem fornecer informações essenciais sobre a dimensão funcional da biodiversidade microbiana e sua relação com as dimensões taxonômica e genética. Usaremos essas abordagens para determinar a resposta da biodiversidade microbiana à mudança de uso da terra nos solos da floresta amazônica. Nossa hipótese de trabalho é que os solos da Amazônia possuem um conjunto específico de microrganismos, que têm um funcionamento específico do consumo/emissão de metano de acordo com os ecossistemas. (AU)