Busca avançada
Ano de início
Entree

Julgamento moral de homens e mulheres sobre a violência: relação do fenômeno com sexo, estereótipo de gênero e perfil ideológico

Processo: 19/20057-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio Boggio
Beneficiário:Letícia Yumi Nakao Morello
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurociências   Violência de gênero   Ideologia   Julgamento (psicologia)   Estereótipos (psicologia)   Autorrelato

Resumo

O fenômeno da violência de gênero tem se tornado expressivo nas últimas décadas e, por isso, tema de debates na sociedade. A compreensão desse tema pela população é invariavelmente permeada por processos de julgamento moral que, por sua vez, podem ser atravessados por diversos fatores. Apesar do crescente número de estudos acerca da violência de gênero, os fatores que influenciam no julgamento moral sobre a violência ainda não são claros. O presente estudo tem como principais objetivos verificar, através de uma escala de autorrelato, o julgamento moral emitido por homens e mulheres sobre o fenômeno da violência e avaliar se este é modulado pelo fenômeno ingroup/outgroup e/ou moderado por estereótipos de gênero e por perfil ideológico e, com isso, responder às perguntas: As pessoas julgam de forma diferente agressões cometidas por pessoas do mesmo sexo? E quando a pessoa do mesmo sexo é a vítima? Pessoas liberais julgam agressões de forma diferente das pessoas conservadoras? E, por fim, pessoas que percebem homens e mulheres como estereotipadas julgam as agressões de forma diferente?