Busca avançada
Ano de início
Entree

Inserção urbana da habitação no interior paulista: as fases do Programa Minha Casa Minha Vida e suas dinâmicas socioespaciais

Processo: 20/12865-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Lucia Zanin Shimbo
Beneficiário:Gabriel Silva Machado
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia da arquitetura   Política habitacional   Habitação   Produção do espaço urbano   Cidades médias   Georreferenciamento

Resumo

A partir dos anos 2000 houve uma reestruturação imobiliária no Brasil, decorrente, em grande medida, da abertura do capital das grandes empresas construtoras e incorporadoras e do lançamento do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), o qual facilitou a obtenção de financiamentos habitacionais pelas famílias de média e baixa renda. Essa reestruturação foi caracterizada por uma produção em larga escala de empreendimentos habitacionais por todo o país, resultando em um novo padrão de produção do espaço urbano e gerando alterações nas dinâmicas intra-urbanas. Uma dessas dinâmicas diz respeito ao processo de fragmentação socioespacial, que extrapolou os contextos metropolitanos e passou a abranger as cidades médias. Dessa forma, percebe-se a necessidade de se compreender a inserção urbana dos empreendimentos habitacionais do PMCMV, procurando identificar em que medida houve ou não a intensificação desse processo ao longo das suas três fases (2009-2018). Assim, esta pesquisa busca analisar a localização, o padrão urbanístico, arquitetônico e construtivo dos empreendimentos e as alterações em seu entorno urbano nas cidades do interior paulista. Para isso, delimita-se as cidades de Ribeirão Preto e de São Carlos como o recorte territorial da pesquisa e se adota uma abordagem qualitativa de pesquisa multi-métodos, combinando-se pesquisa documental, análise de bases de dados secundários e produção e análise de mapas georreferenciados. Os resultados esperados dizem respeito à compilação de parâmetros de qualidade da inserção urbana e do padrão habitacional e à análise das dinâmicas socioespaciais decorrentes da produção habitacional do PMCMV em suas diferentes faixas e fases.