Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da desidratação e envelhecimento sobre o transcriptoma do SON, PVN, ARQ e SFO em ratos (machos e fêmeas)

Processo: 21/06006-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Antunes Rodrigues
Beneficiário:Izabela Facco Caliman
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/18071-5 - Homeostase hidroeletrolítica e energética: do metabolismo celular aos sistemas endócrinos em diferentes fases do desenvolvimento, AP.TEM
Assunto(s):Desidratação   Envelhecimento   Hipotálamo   Transcriptoma   Neuroendocrinologia

Resumo

O hipotálamo tem um papel central para o controle da homeostase de energia, de água e eletrólitos, reprodução, maturação sexual, ritmo circadiano, sono e estresse. Dentro dos núcleos hipotalâmicos, existem múltiplas vias de regulação molecular, incluindo a expressão gênica, que é altamente regulada nos níveis transcricional e translacional. A análise de dados de todo o transcriptoma comumente resulta em listas de genes expressos em um tecido particular sob diferentes condições, com ênfase em como a expressão de cada gene é alterada além de um limite prescrito. O envelhecimento tem consequências sistêmicas que podem ser classificadas em quatro processos: composição corporal, balanço entre disponibilidade e demanda de energia, rede de sinais que controlam a homeostase e a neurodegeneração. Na mulher adulta, os estrógenos podem influenciar o sistema hormonal e neural que controlam a sede, a ingestão de líquidos, o apetite ao sódio e a regulação da excreção renal de sódio. No entanto, nas mulheres na menopausa a concentração plasmática destes hormônios diminuem e isto pode modificar o balanço hidromineral. Além disso, o estradiol tem ações em neurônios do núcleo arqueado, influenciando a homeostases energética. Trabalhos do nosso laboratório demonstraram a participação essencial da ocitocina (OT) e do peptídeo atrial natriurético (ANP) no balanço hidroeletrolítico. Adicionalmente, dados recentes têm demonstrado que a OT e ANP têm ações na homeostase energética, influenciando o metabolismo do tecido adiposo. Dados preliminares do laboratório indicam que animais com obesidade induzida por dieta, quando submetidos à privação hídrica, apresentam menor resposta à sede. Com base no exposto, no presente trabalho analisaremos o efeito do sexo, a idade, o tratamento com 17²-estradiol, como terapia hormonal em fêmeas idosas, sobre o transcriptoma do núcleo paraventricular (PVN), supraóptico (SON), arqueado (ARQ) e órgão subfornical (SFO) e sua relação com as mudanças metabólicas e hormonais em reposta a desidratação em ratos. Investigaremos também os efeitos da OT e do ANP na homeostase hidroeletrolítica e no metabolismo do tecido adiposo na resposta adaptativa frente à desidratação em ratos controles e com obesidade induzida por dieta. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)