Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento do uso das mãos num primata selvagem que usa ferramentas (Sapajus libidinosus)

Processo: 20/13930-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2021
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Pesquisador responsável:Patrícia Izar
Beneficiário:Guilbert Rodrigues de Araujo
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento de utilização de ferramentas   Desenvolvimento

Resumo

O uso coordenado das mãos para explorar o ambiente e manipular objetos com destreza é um marco na evolução dos primatas. As características da mão primata permitem a execução de ações uni e bimanuais habilidosas, o que tem despertado o interesse de cientistas desde o século passado. Assim, a maneira como primatas fazem uso das mãos ao manipular objetos e alimentos tem sido uma janela para revelar características motoras e cognitivas de diferentes espécies. A coordenação bimanual, no entanto, ainda é um tópico pouco explorado em pesquisas, principalmente em indivíduos selvagens. Sob essa perspectiva, nesse estudo investigaremos por meio de uma abordagem longitudinal, a emergência, o desenvolvimento e a coordenação no uso das mãos em infantes de uma população selvagem de macacos-prego (Sapajus libidinosus), um primata platirrino que chama atenção pelo uso de pedras como ferramenta para abrir frutos duros. Especificamente, investigaremos as hipóteses (1) de que a aquisição de controle postural e consequente liberação dos membros anteriores para exploração favorece o aumento rápido de ações unimanuais e bimanuais, e (2) a taxa de atividades manuais será inversamente proporcional à dependência de cuidado materno. Para tanto, registraremos os comportamentos manuais dos infantes de uma população de macacos-prego que habita a Fazenda Boa Vista, uma área do ecótono caatinga/cerrado no nordeste do Brasil. Esses animais vêm sendo acompanhados há oito anos por meio de filmagens semanais ao longo dos primeiros 36 meses de vida. Os dados sobre o uso das mãos serão obtidos pela transcrição desses vídeos por um etograma específico. Serão analisados oito infantes dessa população. Para cada indivíduo será computada a taxa de exibição de comportamentos uni e bimanuais do nascimento até o período de três anos de vida (frequência/tempo de filmagem). Essa taxa será usada para caracterizar a trajetória do desenvolvimento manual ao longo do tempo. Esse será o primeiro trabalho a explorar o desenvolvimento longitudinal do uso das mãos desde o nascimento em macacos-prego (Sapajus libidinosus) selvagens. Nossos resultados serão potencialmente importantes para esclarecer como a coordenação bimanual se desenvolve nesses primatas e elucidar questões do desenvolvimento motor e cognitivo em torno da coordenação manual em primatas que fazem uso de ferramentas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)