Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e identificacao de metabolitos secundarios de extratos de invertebrados marinhos com atividade anti-leishmaniose

Processo: 09/52520-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Roberto Gomes de Souza Berlinck
Beneficiário:Angelica Alves dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/60175-2 - Descoberta e desenvolvimento de potenciais agentes quimioterápicos a partir de invertebrados marinhos e de microrganismos associados, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Bioatividade   Leishmaniose

Resumo

Dentre as principais doenças infecciosas, aquelas causadas por protozoários apresentam alta morbidade e/ou mortalidade: Leishmaniose, Doença de Chagas e Malária. Os atuais medicamentos empregados para o tratamento destas doenças são utilizados há 50 anos ou mais, e apresentam diversos efeitos colaterais. Sendo assim, é de extremo interesse que se descubra novos compostos modelo (lead-compounds) para o desenvolvimento de novos fármacos para o tratamento de leishmaniose. O presente projeto tem por objetivo realizar o estudo químico biomonitorado dos extratos brutos de duas espécies de esponjas marinhas, ativos contra promastigotas de Leishmania chagasi. Estes extratos ativos serão fracionados por técnicas cromatográficas. As frações obtidas serão testadas no bioensaio, até se obter frações enriquecidas e/ou puras para sua purificação final, após a qual os compostos isolados deverão ser identificados pela análise de seus dados espectroscópicos. Uma vez isolados, os compostos puros deverão ser reavaliados no texto de atividade antiparasitária, de maneira a determinar sua dose de ação efetiva, citotoxicidade contra células sadias (macrófagos) e estabelecer seu índice de seletividade (SI). Desta forma, o projeto objetiva contribuir para a descoberta de novos compostos potencialmente úteis para o tratamento de leishmanioses. (AU)