Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao da sensacao de intensidade para sons ambientais em deficientes auditivos com e sem protese auditiva.

Processo: 01/09857-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2001
Vigência (Término): 31 de outubro de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Maria Cecilia Martinelli
Beneficiário:Melissa Mitsue Cunha Pires Okada
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Auxiliares de audição   Perda auditiva   Audição

Resumo

A audição é uma das mais importantes vias sensoriais, pois está associada ao desenvolvimento cognitivo, funcional, psicossocial e à Comunicação. Indivíduos com audição normal têm uma área dinâmica por volta de 90dB permitindo que estes tenham o reconhecimento das relações de intensidade dos diferentes sons, sejam de fala ou ambientais. Sabe-se que as células ciliadas sensoriais têm papéis distintos. As células ciliadas externas, devido à eletromotilidade, são amplificadores cocleares sendo sua participação em sons de fraca intensidade para estimular as células ciliadas internas, que são transdutores sensoriais e que são ativadas diretamente em sons mais intensos. Desta forma, os pacientes com lesão das células ciliadas externas apresentam perdas auditivas de grau leve a moderado, sendo a principal alteração com relação à sensação de intensidade com a presença de recrutamento. O objetivo da protetização é, portanto, nestes casos, amplificar de forma diferenciada sons de diferentes intensidades buscando, assim, a normalização do crescimento da sensação de intensidade. Para avaliar se a normalização foi obtida com o uso da amplificação, utilizaremos o protocolo proposto por Palmer et al., 1998, que propõe a categorização de doze sons ambientais segundo oito descritores relativos à sensação de intensidade. Assim, avaliaremos a sensação de intensidade em indivíduos com perda auditiva de grau leve a moderadamente severa, com e sem prótese auditiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)