Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao de frequencia da esteatohepatite em pacientes de obesidade morbida e sua associacao com estresse oxidativo. estudo clinico prospectivo.

Processo: 02/02656-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2002
Vigência (Término): 30 de setembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Claudia Pinto Marques Souza de Oliveira
Beneficiário:Bianca Ishimoto Della Nina
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fígado gorduroso   Estresse oxidativo

Resumo

A fisiopatogênese da Esteatohepatite Não Alcoólica (ENA) permanece pouco conhecida, sendo o estresse oxidativo um dos mecanismos provavelmente envolvidos na gênese desta entidade. Tendo em vista a grande frequência de degeneração gordurosa em pacientes portadores de obesidade mórbida e existindo a possibilidade de sua progressão para doença crônica do fígado planejou-se uma investigação prospectiva nesta população. Objetivos do estudo: 1) Avaliar a prevalência da esteatose, esteatohepatite e cirrose em pacientes portadores de obesidade mórbida; 2) Quantificar a associação de estresse oxidativo com a ENA em pacientes portadores de obesidade mórbida; 3) Correlacionar os fenômenos de estresse oxidativo com os achados bioquímicos, ultrassonográficos e anátomo-patológicos de infiltração gordurosa do fígado. Métodos; Serão documentados inicialmente 40 pacientes portadores de obesidade mórbida com indicação para cirurgia gastroredutora (operação de Capella). O paciente será submetido a um questionário clínico, provas bioquímicas e ultrassonografia de fígado. Posteriormente, será realizada biópsia hepática durante cirurgia bariátrica e será avaliado no fragmento hepático o estresse oxidativo e a histopatologia. (AU)