Busca avançada
Ano de início
Entree

Interconectando sistemas embarcados acoplados ao microblaze da xilinx

Processo: 06/03007-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Jorge Luiz e Silva
Beneficiário:Micail Cruz Lofrano
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Computação reconfigurável   VHDL (linguagem de programação)   Hardware   Sistemas embarcados   Circuitos integrados

Resumo

Aplicações embarcadas são sistemas que se caracterizam como elementos essenciais em produtos que estão presentes em quase tudo em nossas vidas: aviões, automóveis, monitoração médica, TV´s digitais, celulares, videogames, impressoras, copiadoras, fax, telefones, etc, todos contendo processadores de uso geral GPP (General Purpose Processor) e/ou ASIC (Applications Specific Integrated Circuits) que estão sendo interligado uns aos outros processando informações. Os custos destas tecnologias continuam caindo e a computação e a comunicação tenderão a ser cada vez mais embarcados (embedded) em objetos que estarão se modificando conforme o ambiente. Com a evolução da microeletrônica, os FPGA (Field Programmable Gate Array) surgiram como um elemento intermediário entre os processadores GPP e os ASIC. Os FPGAs, têm tido sua capacidade aumentada em número de transistores no mesmo circuito integrado de forma mais acentuado do que os próprios microprocessadores. Este crescimento (apenas comparável ao das memórias RAM) deve-se à regularidade da estrutura dos FPGAs e ao fato destes dispositivos não terem custos de teste tão elevados como os microprocessadores. Pode-se destacar como um dos objetivos na utilização desses dispositivos, a implementação de sistemas de baixo consumo de potência que necessitem da flexibilidade dos FPGAs ou para os quais estes dispositivos sejam soluções de menor custo do que a utilização de ASICs, requisitos esses totalmente compatíveis com as necessidades dos sistemas embarcados. É o caso por exemplo de sistemas complexos que fazem uso de câmeras, gps, rf, bluetooth, ethernet, etc. O objetivo desse projeto é PROVAR CONCEITO na interconexão de sistemas embarcados que possuam dispositivos GPS e dispositivos NIOS em FPGAs da Altera.