Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre polimorfismos da metaloproteinase de matriz extracelular 2 (MMP-2) e obesidade infantil: efeito sobre a atividade plasmática de MMP-2

Processo: 10/12059-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Clínica
Pesquisador responsável:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Beneficiário:Patricia Cândido Carneiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Metaloproteinase 2 da matriz   Obesidade pediátrica   Polimorfismo genético   Farmacogenética   Doenças cardiovasculares

Resumo

A prevalência de obesidade e sobrepeso aumenta rapidamente na população brasileira. A obesidade em crianças e adolescentes tem aumentado consideravelmente nos últimos anos e vem se tornando um problema de saúde pública devido às co-morbidades associadas tais como: hipertensão, dislipidemias, resistência a insulina, diabetes mellitus tipo 2 entre outras. Estas co-morbidades são conseqüência da produção alterada de adipocinas pelo tecido adiposo. Adiponectina, por exemplo, encontra-se diminuída enquanto citocinas inflamatórias tais como: TNF-alfa e IL-6 encontram-se aumentadas gerando um quadro crônico de inflamação. Neste contexto, as MMPs têm surgido como marcadores inflamatórios adicionais, em especial, a MMP-2, uma gelatinase responsável pelo remodelamento da matrix extracelular. Estudos demonstram que esta enzima está envolvida na patologia de doenças cardiovasculares com componente inflamatório, por exemplo, aterosclerose. Nesse sentido, torna-se relevante o estudo de polimorfismos genéticos que possam afetar os níveis circulantes destas enzimas no plasma. Ademais, polimorfismos genéticos associados a um aumento de transcrição gênica e, portanto, a uma alta concentração desta enzima no plasma, sugere maior susceptibilidade a doenças cardiovasculares, uma vez que estudos demonstraram que MMP-2 está envolvida no processo de remodelamento associado à aterosclerose e ruptura da placa aterosclerótica. Neste projeto, objetivamos estudar, como o polimorfismo clinicamente relevante da MMP-2 (o polimorfismo C-1306T, na região promotora) em crianças e adolescentes obesos pode afetar a atividade de MMP-2 no plasma. Pretendemos estudar 200 crianças e adolescentes obesos e 200 crianças e adolescentes não obesos. Esta abordagem permitirá avaliar como fatores genéticos podem interagir com a obesidade condicionando possíveis aumentos de risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.