Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação com "strain gauges" da precisão de três técnicas de esplintagem com resina acrílica de transferentes para próteses sobre implantes

Processo: 04/14976-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marco Antonio Bottino
Beneficiário:Milena Nunes Cerqueira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Resinas acrílicas   Ósseointegração   Implantes dentários   Moldagem   Próteses e implantes

Resumo

Os materiais e técnicas de impressão têm um papel fundamental na precisão de assentamento e passividade de próteses implanto-suportadas. A técnica de moldagem direta emprega transferentes quadrados conectados entre si com resina acrílica autopolimerizável. Uma moldeira individual aberta leva o material de impressão sobre estes transferentes, que após a presa são removidos da boca juntamente com o material de moldagem. Em seguida procede-se a união dos análogos aos transferentes e a moldagem é vazada com gesso para confecção do modelo. Esta técnica é considerada o método mais eficaz de impressão em próteses implanto-suportadas. Entretanto a resina utilizada para a união dos transferentes pode sofrer contração de polimerização. A separação dos segmentos unidos com a resina, após a polimerização, seguida de nova união com pequena quantidade deste material é recomendada pela literatura para o alívio das tensões. O momento para realizar-se esta separação é de grande importância, pois as alterações dimensionais poderão ainda estar se manifestando. Este estudo foi projetado para investigar o efeito da contração de polimerização da resina acrílica, usada na esplintagem de transferentes para o método direto de impressão, sobre a precisão desta técnica. Duas resinas acrílicas comumente empregadas em implantodontia e três métodos de esplintagem serão avaliados por meio da extensometria ("strain gauges"). (AU)